WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
sindy mega radio
sindy mega radio

iris calcados
outubro 2019
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: 15/out/2019 . 16:47

Mais de 5.100 pessoas vão ter que devolver dinheiro do Bolsa Família.

bolsa-familia-1547843489457_300x168

Segundo o Ministério da Cidadania, 5.100 pessoas que receberam indevidamente recursos do Bolsa Família vão ter que devolver o dinheiro aos cofres públicos. A expectativa da pasta, responsável pelo programa federal, é que sejam recuperados R$ 5,8 milhões…. –

 

:: LEIA MAIS »

Programa Palmas para Conquista fica livre de praga que devasta plantações no Nordeste

palmas

Cochonilha do Carmim – esse é o nome da praga que devasta plantações de palma na Região Nordeste, inclusive na Bahia. Em Vitória da Conquista, o Programa Palmas para Conquista não foi atingido. Isso foi possível graças ao cultivo de espécies resistentes ao inseto.

Duas variedades são cultivadas na área de 20 hectares: a palma “doce” e a palma “mão de moça”, resistentes à praga. Nos próximos dias, mudas dessas espécies serão distribuídas gratuitamente para produtores rurais da região como alternativa de convivência com a seca. O coordenador municipal de Promoção da Agricultura Familiar, Reuber Matos, lembra que, no mês de julho, esses produtores receberam capacitação sobre formas mais eficazes de realizar o plantio.

Desde que chegou ao Brasil, no final dos anos 1990, a Cochonilha do Carmim dizimou mais de 200 mil hectares de palma ‘gigante’, cultivada por mais de 90% dos agricultores da Bahia. No início de outubro, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia emitiu um alerta às autoridades para que medidas de proteção fossem tomadas.

Sobre o programa – O “Programa de Convivência com o Semiárido – Palmas para Conquista” é desenvolvido pela Prefeitura de Vitória da Conquista com a proposta de viabilizar iniciativas para fortalecimento da cultura da palma forrageira no município apresentando alternativas de convivência com a seca para os produtores da região. A expectativa é que o programa estimule a permanência do homem no campo. A iniciativa conta ainda com a atuação de apenados em regime semiaberto, que trabalham no local por meio do projeto Começar de Novo, promovido pela Seap-BA, Prefeitura Municipal e Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

Bahia é 3º estado com maior nº de pessoas mortas pela polícia no 1º semestre

família

A Bahia é o 3º estado do país com a maior quantidade de pessoas mortas pela polícia e o 4º com maior número de policiais assassinados, no primeiro semestre deste ano. Os dados, divulgados nesta segunda-feira (14), são do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O Monitor aponta que, de janeiro a junho de 2019, 350 pessoas foram assassinadas por policiais na Bahia. Neste ranking, o estado fica atrás apenas do Rio de Janeiro, com 885 mortes, e de São Paulo, com 426 vítimas.

Em um cálculo de taxa para cada 100 mil habitantes do estado, a Bahia fica em 5º lugar, com 2,4 mortes. O estado é precedido por Amapá (7,7); Rio de Janeiro (5,1); Pará (3,7) e Sergipe (2,6).

Apesar disso, se comparado ao mesmo período de 2018, a Bahia teve uma redução de 15% nas mortes causadas por policiais.

Com relação ao número de policiais mortos, a Bahia também fica entre os maiores números de letalidade: 6. O estado fica atrás do Pará (35); Rio de Janeiro (19) e São Paulo (16). Com relação aos números registrados no mesmo período do ano passado, a Bahia registrou queda de 40%.

Em dados gerais, o Monitor da Violência aponta que, por todo o país, o número de vítimas em confronto com a polícia cresceu 4,3% nos seis primeiros meses do ano. Essa alta vai na contramão do índice de mortes violentas no Brasil, que teve uma queda de 22% no 1º semestre.

A reportagem do G1 questionou à Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) se estão sendo tomadas medidas para diminuir a letalidade da polícia e reduzir o número de policiais mortos no estado, bem como o posicionamento da secretaria em relação ao levantamento.

Por meio de nota, a SSP respondeu apenas que “a polícia sempre responderá proporcionalmente e dentro da lei às ações de criminosos”. A secretaria disse ainda que em casos com ausência de confronto, os policiais envolvidos são indiciados criminalmente por homicídio, além de responderem internamente a processos administrativos.

Por: G1 Bahia

Mais de 10 mil eleitores podem ter títulos cancelados na Bahia

titulo2

Cerca de 12 mil eleitores dos municípios baianos de Utinga e Bonito, a 402 km e 428 km de Salvador, respectivamente, podem ter seus títulos cancelados. Os eleitores devem comparecer ao cartório e fazer o recadastramento biométrico para evitar o cancelamento dos títulos. Nas duas cidades, o prazo para a biometria é 18 de fevereiro de 2020.

Em Utinga, são 42% de eleitores que precisam regularizar sua condição. Já em Bonito, o percentual é de 55%. Com o título cancelado, o eleitor terá dificuldade de acesso a programas sociais, além de ficar impedido de emitir passaporte, tomar posse em cargo público ou renovar matrícula em instituições de ensino.

Os serviços da Justiça Eleitoral podem ser agendados pelo site Agendamento TRE, por telefone (0800 071 6505) ou whatsapp (71 3373-7223). É necessário apresentar documento oficial de identificação com foto, comprovante de residência atual e o título de eleitor (se o tiver). Para homens com idade entre 18 e 45 anos que, além de fazer a biometria, irá solicitar o primeiro título de eleitor, é necessário levar também um documento que comprove a quitação junto a Justiça Militar.

A Tarde

STF volta hoje a julgar Geddel e irmão no caso dos R$ 51 milhões

geddel 2

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deve retomar na tarde desta terça-feira, 15, o julgamento do ex-ministro Geddel Vieira Lima e de seu irmão, o ex-deputado Lucio Vieira Lima, no caso dos R$ 51 milhões em espécie encontrados dentro de malas e sacos num apartamento de Salvador.

Em duas sessões anteriores, o relator do caso, ministro Edson Fachin, e o revisor, Celso de Mello, votaram pela condenação de ambos pelo crime de lavagem de dinheiro.

Nesta terça, o julgamento será retomado com a continuidade do voto de Celso de Mello, que deve se pronunciar a respeito de outros crimes de lavagem atribuídos aos irmãos e também pelo de associação criminosa. Por este crime, Fachin votou também pela condenação.

Celso de Mello deverá votar também sobre a situação de Job Brandão, ex-assessor parlamentar de Lúcio, e do empresário Luiz Fernando Machado, também denunciados pelo Ministério Público Federal por envolvimento no caso. Ambos foram absolvidos por Fachin.

Além de relator e revisor, devem ainda votar no caso os demais ministros da Segunda Turma: Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

Geddel está preso desde 2017 no Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, em decorrência deste e de outros casos de corrupção do qual é alvo de investigação.

As defesa dos irmãos Vieira Lima alega que os laudos e as investigações da Polícia Federal não foram capazes de comprovar a ligação entre eles e dinheiro, e que nulidades processuais devem levar à absolvição de ambos.

As defesas de Job Brandão e de Luiz Fernando Machado sustentam que eles não tinham conhecimento da natureza ilícita do dinheiro.

Denúncia

A denúncia foi apresentada ao STF pela ex-procuradora-geral da República Raquel Dodge. Na acusação, ela sustentou que o dinheiro apreendido seria proveniente de esquemas de corrupção na Caixa Econômica Federal investigados em outras ações penais. Geddel foi vice-presidente do banco.

Outra parte teria sido acumulada por Lúcio Vieira Lima por meio do crime de peculato, em que o parlamentar se apropriou de parte do salário do ex-assessor parlamentar Job Brandão.

Além do dinheiro encontrado, outros R$ 12 milhões teriam sido lavados por Geddel e Lúcio por meio de investimentos em imóveis de alto padrão em Salvador, em empreendimentos da empresa Cosbat, administrada por Luiz Fernando Machado.

Agência Brasil

Prédio residencial de sete andares desaba em Fortaleza

Um prédio residencial de sete andares desabou na manhã desta terça-feira, 15, em Fortaleza. O edifício que caiu se localiza na esquina das Ruas Tibúrcio Cavalcante e Tomás Acioli, no Dionísio Torres, bairro nobre da capital cearense.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros, tenente Romário, disse que duas viaturas do Corpo de Bombeiros estão no local, além de ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). As informações iniciais são de que haveria 15 pessoas sob os escombros. Quatro pessoas já foram resgatadas; uma delas, sem vida.

Um trecho da rua está bloqueado para o atendimento das vítimas.

Fonte A Tardepredio fortaleza

pmvc

mg personal
blog do marcelo


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia