WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
flash day

sindy mega radio

iris calcados
março 2020
D S T Q Q S S
« fev    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: 10/mar/2020 . 13:24

Concurso do IBGE para o Censo 2020 oferece mais de 208 mil vagas

Seguem abertas até 24 de março, as inscrições para mais de 208 mil vagas temporárias abertas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para a realização do Censo Demográfico 2020 estão distribuídas em todos os municípios do país.

São dois processos seletivos e um total de 208.695 mil vagas, sendo: 180.557 vagas para a função de recenseador, distribuídas em 5.569 municípios;
22.676 vagas para a função de agente censitário supervisor e 5.462 vagas para a função de agente censitário municipal, distribuídas em 4.612 municípios.

Esses profissionais irão trabalhar na coleta de informações do Censo 2020, entrevistando os moradores de todos domicílios brasileiros. O quadro com a distribuição das vagas oferecidas em cada uma das cidades pode ser consultado no site do IBGE.

Fonte: Blog da Resenha Geral

Conquista: Prefeitura realiza mutirão de limpeza nos cemitérios

A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista intensificou os trabalhos em vários pontos da cidade, após as chuvas que caíram na última semana no município. Nesta segunda-feira (09), alguns desses locais onde as equipes trabalharam em maior número de pessoal são os cemitérios públicos da cidade. O do Kadija, na Patagônia; e o da Saudade, no Sumaré.

A limpeza contemplou a área interna e externa dos cemitérios. Capina, roçagem, retirada de objetos deixados nos locais, além da desobstrução de canais e vias fazem parte do trabalho realizado.

Para agilizar os serviços, a equipe da Secretaria Municipal de Serviços Públicos recebeu o apoio dos apenados que participam do projeto de ressocialização Começar de Novo.

Fonte: Blog da Resenha Geral

Por risco de fuga, Justiça paraguaia nega pedido de prisão domiciliar para Ronaldinho

Por risco de fuga, Justiça paraguaia nega pedido de prisão domiciliar para Ronaldinho

A Justiça do Paraguai negou o pedido de prisão domiciliar do ex-craque Ronaldinho Gaúcho e do seu irmão e empresário Roberto Assis. A decisão foi tomada nesta terça-feira (10) pelo juiz Gustavo Amarrilla. O magistrado não aceitou o argumento da defesa da dupla brasileira, que já passou quatro noites no presídio de segurança máxima Agrupación Especializada da Polícia Nacional, em Assunção. Eles são acusados de terem entrado no país com passaportes falsos.

“Se mantém a medida cautelar de prisão na Agrupación Especializada. A investigação tem menos de uma semana. E está ficando claro o tamanho deste caso, com novas revelações. É de responsabilidade minha, do poder judicial, garantir a continuidade dessa investigação. Não podemos correr o risco de essa investigação acabar por causa de uma fuga ou de uma saída do Paraguai”, declarou o juiz.

O Ministério Público paraguaio também rejeitou a medida de prisão domiciliar para Ronaldinho e o irmão. Além do risco de fuga, o promotor Marcelo Pecci citou outro argumento, caso a dupla deixe a penitenciária. “O Ministério Público sustentou a sua posição de se opor à toda modificação à prisão preventiva. Se trata de uma investigação com atos que atentam contra a segurança de documentos de identidade do Paraguai. Faz cinco dias que começou a investigação. Ainda se está estudando condutas individuais. Essas pessoas (Ronaldinho e Assis) não têm raízes (no Paraguai)”, explicou.

Ronaldinho e Assis estão detidos desde a última sexta (6) ao entrarem no Paraguai com passaportes falsos. Inicialmente, os dois não seriam acusados pelo Ministério Público do país, mas o caso deu uma reviravolta e foi solicitada a prisão preventiva

Fonte: Bahia Notícias

Coronavírus: Itália impõe restrições e população deve ficar em casa

corona virus

Numa medida sem precedentes, todos os habitantes da Itália têm de ficar em casa e só saindo por motivos comprovados de saúde ou trabalho. As medidas de emergência para tentar travar a progressão do novo coronavírus passam agora a abranger todo o país.

A quarentena imposta ao norte de Itália por causa da epidemia do covid-19 foi estendida ao resto do país, a partir desta terça-feira, como medida para conter a propagação do surto, anunciou nesta terça-feira, 10, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte.

Segundo ele, os cidadãos terão de comprovar a importância do seu trabalho para continuar a exercer a atividade, o estado de saúde e outras razões que justifiquem a necessidade de viajar para fora da área de residência. As restrições vão valer até 3 de abril.

“Não haverá apenas uma zona vermelha. Haverá Itália”, disse Conte aos jornalistas.

A Itália enfrenta a situação mais crítica na Europa. A doença atingiu até agora 9.172 pessoas e provocou a morte de 463, tornando a Itália o segundo país com mais casos depois da China. :: LEIA MAIS »

Estudo aponta segundo caso mundial de cura de paciente com HIV

 

Fabricação e venda de produtos derivados da cannabis entram em vigor

Canabis

Entra em vigor nesta terça-feira, 10, a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta a fabricação, importação e comercialização de produtos derivados da cannabis para fins medicinais. A norma foi aprovada em dezembro do ano passado. A íntegra está disponível no site do órgão.

O produto estará disponível somente em farmácias sem manipulação e em drogarias. Para a compra, o paciente deverá ter uma receita fornecida exclusivamente por um médico. Os produtos devem ter teor de THC de até 0,2%. Acima desse patamar, o uso só poderá ser prescrito a pacientes terminais que tenham esgotado outras formas de tratamento visando a cuidados paliativos.

A entrada no mercado só poderá ocorrer mediante autorização da agência, que avaliará os pleitos de laboratórios e empresas com vistas à atuação nessa área e fornecerá uma autorização sanitária, e não um registro, permitindo a oferta.

Cannabis é um elemento encontrado nas plantas de maconha. Os produtos derivados não serão considerados medicamentos, mas uma categoria específica. A resolução da Anvisa abriu perspectivas de comercialização dessas substâncias, demandadas para o tratamento de doenças neurológicas diversas, da dor crônica ao parkinson.

Elas não são consideradas medicamentos porque, segundo a Anvisa, “não há dados suficientes para a comprovação da segurança, eficácia e qualidade da maior parte dos produtos obtidos”. Por isso, a liberação se deu levando em consideração informações sobre o emprego desses elementos em tratamentos em outros países, como Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Israel. :: LEIA MAIS »

pmvc

checkup day

mg personal


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia