WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
flash day

sindy mega radio

iris calcados
junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: 5/jun/2020 . 16:08

Conquista: Prefeitura adota estratégias para evitar aglomerações na avenida Lauro de Freitas

Na retomada das atividades comerciais, foram observadas aglomerações nas imediações do antigo Terminal de ônibus e, rapidamente, o Governo Municipal agiu suspendendo o tráfego de veículos na avenida Lauro de Freitas. Além disso, nesta quinta-feira (04) também transferiu os ambulantes, que estavam no calçadão da Galeria Joaquim Correa, para a via em frente à Panvicon.

“Essa mudança foi feita nesta manhã para que o público pudesse circular com mais fluidez e a aglomeração diminuiu sensivelmente. Essas ações são sempre integradas e nos antecipamos para tentar resolver os problemas a fim de podermos dar perenidade à retomada das atividades econômicas”, declarou coordenador da Central de Orientação e Fiscalização para Enfrentamento à Covid-19, tenente-coronel Antônio Braga.

Para assegurar que a medida seja respeitada, a equipe de fiscalização da Central realiza o trabalho de conscientização e os agentes patrimoniais também auxiliam. A estudante de Administração, Isabela Sousa, passava pelo local e aprovou: “É importante essa medida sim, tem que ter a proteção. A Prefeitura tem feito um trabalho muito bom relacionado a esta segurança e as pessoas devem se conscientizar também e tomar as medidas cabíveis para se proteger”.

Há uma semana, os estabelecimentos comerciais não essenciais tiveram autorização para reabrirem seguindo o protocolo de segurança instituído pelo Comitê de Gestão de Crise. Nele, estão indicadas as medidas que devem ser adotadas pelos empresários, funcionários e clientes. É importante reforçar que o isolamento social ainda é a melhor forma de prevenir a circulação do coronavírus. Por isso, a população deve permanecer em casa sempre que possível. Mas se precisar sair, use máscara!

Fonte: Blog da Resenha Geral

Diretor da Fundação de Saúde, Diogo Azevedo, se recupera da Covid-19

A Prefeitura Municipal informa que o diretor da Fundação Pública de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC), Diogo Azevedo, está curado da Covid-19. O diretor, que havia testado positivo para a doença no dia 20 de maio, voltou às atividades à frente da Fundação na manhã desta quinta-feira (04).

Segundo Diogo, o processo de recuperação foi tranquilo, onde passou isolado em sua residência e desenvolvendo suas atividades por meio de teletrabalho. “Tive sintomas leves nos primeiros dias e a recuperação foi ótima. Mesmo assim, é importante as pessoas se atentarem ao que dizem as autoridades de saúde, fiquem em casa e só saiam quando necessário”, afirma.

O diretor reitera que a Fundação de Saúde mantém todos os cuidados de prevenção ao coronavírus, como as regras de higienização e distanciamento, bem como os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde para os hospitais.

Fonte: Blog da Resenha Geral

Feminicídio cresce na Bahia em 2020; SSP quer ‘raio-x’ de medidas restritivas

femini

O aumento dos crimes violentos na Bahia abarca também a violência de gênero. De janeiro a maio deste ano, 48 mulheres foram vítimas de feminicídio no estado, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). O número contabiliza cinco casos a mais do que o registrado no mesmo período de 2019.

Desse total, apenas seis ocorreram em Salvador enquanto os demais foram em diversas cidades do interior baiano.

Segundo o secretário da pasta, Maurício Barbosa, esses crimes representam um grande desafio para a SSP-BA e para toda a rede de proteção à mulher. “Eu tenho pedido à minha equipe pra que a gente consiga distinguir dentro desse universo de feminicídio aqueles casos onde já houve um registro anterior ou há tentativa de obtenção, por parte da mulher, de medida cautelar perante a Justiça”, pontua Barbosa em entrevista ao Bahia Notícias.

O objetivo é obter um “raio-x” da situação que possibilite adotar medidas de prevenção e de repressão diferenciadas. Ele espera ter esses dados em mãos dentro de 15 dias.

Concomitante a isso, delegacias estão com quadro de funcionários reduzido e as mulheres têm encontrado dificuldades para registrar queixas. Isso pode explicar a redução nos crimes de ameaça (58,2%), estupros (46%), injúrias (76,8%) e lesões corporais (33,2%) contra mulheres registrados no primeiro mês da quarentena, de 16 de março a 16 de abril.

Diante desses e outros indícios de subnotificação, uma comissão da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) propôs a criação de uma delegacia digital de atendimento à mulher (veja aqui), como já ocorre em outros estados.

Fonte: Bahia Notícias

 

Bahia tem 1.012 novos casos e passa de 23,4 mil registros de Covid-19

corona virus

A Bahia registrou 1.012 novos casos de pacientes infectados pelo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde (Sesab) no início da noite desta quinta-feira (4).

Com a atualização dos dados, a Bahia totaliza 23.463 casos confirmados de Covid-19. Do total de pacientes infectados, 8.430 estão recuperados e 790 morreram.

De acordo com a Sesab, 28 óbitos foram contabilizados no boletim epidemiológico desta segunda, e eles são refentes a um período de 13 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, não ocorreram em 24 horas, conforme explica a secretaria.

Segundo a Sesab, as notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Ainda no boletim epidemiológico, a Sesab aponta que 14.243 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 3.337 profissionais da saúde testaram positivo para a doença.

Os casos confirmados ocorreram em 322 municípios do estado, com maior proporção em Salvador, com 59,76%. Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Uruçuca (5.994,44), Ipiaú (5.340,83), Itabuna (4.900,97), Salvador (4.785,29) e Itajuípe (4.636,18).

O boletim epidemiológico ainda registra 43.181 casos descartados e 134.327 notificações em toda a Bahia. Os dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h30 desta quinta-feira. :: LEIA MAIS »

Senado aprova ajuda emergencial de R$ 3 bilhões para setor cultural

senado

O Senado aprovou ontem, por unanimidade, projeto de lei que destina R$ 3 bilhões para o setor cultural durante a pandemia do novo coronavírus. A proposta seguirá para sanção presidencial.

Durante a tramitação no Congresso, a proposta foi apelidada de “Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc”, em homenagem ao compositor brasileiro que morreu após ser diagnosticado com covid-19.

Os recursos serão repassados para Estados e municípios e poderão ser usados para pagamento de renda emergencial para trabalhadores do setor, na manutenção de espaços culturais e para aplicação em editais e no financiamento de chamadas públicas, editais e aquisições de bens e serviços.

O projeto define o pagamento de três parcelas de R$ 600 a trabalhadores sem vínculo formal na área de cultura. O benefício poderá ser prorrogado no mesmo prazo do auxílio emergencial do governo federal aos informais. Também poderão ser repassados de R$ 3 mil a R$ 10 mil para manutenção de espaços artísticos.

Em seu relatório, o senador Jaques Wagner (PT-BA) afirmou que os efeitos da pandemia no setor foram mais graves no País pois, nos últimos anos, houve uma interrupção de políticas culturais. Há, no entanto, preocupação de que o presidente Jair Bolsonaro vete a medida. “Eu tenho certeza absoluta (que o presidente) será sensível a um setor que por ele também é admirado”, disse o líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO).

Fonte: Tribuna da Bahia

Rui não vê possibilidade de realizar o Carnaval em 2021

ruicosta

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), fez uma série de críticas ao governo Bolsonaro e admitiu que não vê possibilidade de realizar o Carnaval em 2021. Ele também criticou o movimento de flexibilização do isolamento social justamente no momento de pico da pandemia do novo coronavírus. Segundo o gestor, “não dá para imaginar show com 50 mil, 30 mil pessoas, como a gente costuma ver”. “Não é possível o poder público autorize isso. Não acho que, em nenhum lugar do mundo, será autorizado. Não vejo como autorizar evento de massa com o vírus circulando. A não ser que a gente queira que mais cinco mil, dez mil pessoas morram para a gente fazer uma festa de Carnaval”, declarou.

O governador afirmou logo no início da live feita pelo Valor Econômico que, se o governo federal tivesse tomado medidas enérgicas, a crise sanitária seria contida em 30 dias. “Já se passaram mais de 60 dias e não conseguimos sequer isolar o vírus em algumas regiões do país”, disse. Para ele, a flexibilização da quarentena inevitavelmente vai significar um maior número de mortes. “A flexibilização pode acelerar o número de mortes.”

O gestor baiano aponta a falta de diálogo do governo federal com estados e municípios e que, por causa disso, o vírus ainda deve circular ao longo de todo o ano no país. Sobretudo porque o presidente Jair Bolsonaro não tem se empenhado para fazer parcerias com outros países para ajudar na produção da vacina. “Se a imagem do Brasil, desde 2015, 2016, já não vinha boa, piorou demasiadamente. A imagem do Brasil não está no chão, está no subsolo, e o Brasil tem feito pouco esforço para sair dele”, afirmou.

O petista defendeu que o Brasil invista e entre na busca por uma vacina para a doença. Na visão dele, essa seria a “emancipação da crise” que assola o país. “Fica o desejo e acho que o Brasil deveria estar engajado na produção de vacinas. Outros países estão participando e acho que o Brasil deveria buscar parcerias internacionais para ter a produção mais rápida”, declarou. :: LEIA MAIS »

Plano de reabertura do comércio: Veja as recomendações para os clientes

Na última segunda-feira (01), alguns setores do comércio de Vitória da Conquista, que integram a primeira das cinco fases de retomada das atividades econômicas, foram autorizados a funcionar.

É importante reforçar que a retomada gradual das atividades econômicas depende da parceria da população de Vitória da Conquista. O mundo vive um difícil momento e o isolamento social ainda é a forma mais eficaz de prevenção contra o coronavírus. Em pouco mais de três meses, a Prefeitura vem trabalhando de maneira efetiva com medidas de prevenção, controle e combate a essa doença e o fechamento do comércio durante um período foi essencial para manter os índices de contaminação controlados. Agora, com a reabertura, é imprescindível que todos adotem as medidas de segurança para que os números permaneçam dentro dos níveis de segurança.

Com todos fazendo a sua parte e as taxas de contaminação e ocupação dos leitos de UTI mantendo-se nos níveis de segurança, a Prefeitura vai avançar para a próxima fase e autorizar a abertura de outros estabelecimentos comerciais. Mas, se ao contrário, houver aumento, é possível que haja novo fechamento do comércio.

Para auxiliar clientes, funcionários e empresários, a Prefeitura tem atuado nas regiões comerciais com uma  fiscalização educativa. Além disso, no site do Plano de Reabertura há todas as medidas de segurança que devem ser adotadas. Acesse aqui!

Sobre o Plano de Retomada das Atividades Comerciais – A Administração Municipal tem acompanhado a taxa de progressão do coronavírus e a capacidade do sistema público de saúde em atender a população. A partir do monitoramento desses dados, o Comitê de Gestão de Crise adota as medidas necessárias para o controle da doença e decide sobre o avanço ou retrocesso na retomada das atividades comerciais.

Fonte: Blog da Resenha Geral

Auxílio emergencial deve ser estendido em mais duas parcelas de R$ 300

auxilio-1

Com o prolongamento da crise causada pela pandemia do coronavírus, o governo bateu o martelo e irá propor ao Congresso um valor adicional de R$ 600 por pessoa que já tem direito ao auxílio emergencial. Segundo fontes ouvidas pelo blog da Ana Flor, a preferência do presidente Jair Bolsonaro é que o valor seja dividido em duas parcelas de R$ 300.

O auxílio foi criado em abril, com previsão original de ser pago em três parcelas de R$ 600, até junho. Os beneficiários são trabalhadores informais que ficaram sem renda na pandemia.

Ao discutir as parcelas extras, a equipe econômica trabalhava com a ideia de estender a ajuda a três pagamentos de R$ 200. Segundo uma fonte próxima do presidente, Bolsonaro achou o valor de R$ 200 baixo. Por isso, a ideia de transformar em duas parcelas de valor maior.

O governo se preocupa ainda com o pagamento indevido a pessoas que não precisam receber e omitem dados ao se cadastrar. Segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), mais de 8 milhões de pessoas podem ter recebido indevidamente o auxílio. Além disso, 11 milhões de pedidos ainda aguardam análise.

A proposta do governo precisará passar pelo Congresso Nacional, onde o tema é sensível. O primeiro auxílio chegou ao Congresso com o valor de R$ 200 reais mensais e, após acordo com o governo, subiu para R$ 600 ao mês. O impacto do auxílio que vem sendo pago é de mais de R$ 150 bilhões nas contas do governo.

Fonte: Tribuna da Bahia

tivic radares

pmvc abrinq

checkup day

mg personal


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia