WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
flash day

sindy mega radio

iris calcados
junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: 11/jun/2020 . 17:14

Finisa 2 assinado: Prefeitura assegura mais R$50 milhões em investimentos para Conquista

Mais um importante marco para a história de Vitória da Conquista. Na tarde desta quarta-feira (10), o prefeito Herzem Gusmão assinou o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento 2 (Finisa 2). O convênio, executado com a Caixa Econômica Federal, irá destinar mais R$ 50 milhões para obras e qualidade de vida em toda a cidade.

O Prefeito Herzem Gusmão assinou o convênio que trará R$50 milhões para obras na cidade

“Eu tenho motivos para agradecer a Deus. São obras importantíssimas, principalmente para os bairros periféricos, que serão beneficiados com mais de 80% do recurso. É motivo de alegria e satisfação estarmos aqui juntos, comemorando”, declarou o prefeito Herzem Gusmão.

O secretário de Mobilidade Urbana, Jackson Yoshiura, explica a importância desse financiamento: “O Finisa 2 vai promover uma grande transformação em nossa cidade. O recurso vai ser destinado para as obras da Estação de Transbordo Lauro de Freitas e pavimentação do Conjunto Vitória e Renato Magalhães, Alto do Aparecida, Bruno Bacelar e em uma parte do Panorama. Então nós vamos levar, com esse recurso, estrutura de pavimentação para os quatro cantos do município.” :: LEIA MAIS »

Prefeitura divulga protocolo de restrições e libera templos religiosos

Decreto Municipal: Prefeitura autoriza funcionamento de templos religiosos com restrições

A Prefeitura de Vitória da Conquista divulgou no início da noite desta 4ª feira (10), o protocolo que permitirá o funcionamento das atividades religiosas.

Restrições foram cuidadosamente preparadas para que os fieis, ou membros de qualquer denominação religiosas, possam funcionar. Os espaços em igrejas, capelas ou qualquer local fechado devem obedecer às orientações dispostas no protocolo de segurança, como forma de prevenção ao coronavírus.

A ocupação deverá obedecer limite de 4 m² por pessoa. As celebrações devem ter duração máxima de 1h15. Deverá ser respeitado o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas.

Os membros terão que usar máscara, e o álcool em gel será exigido na entrada do local da celebração. O protocolo exige lavatório com sabonete líquido e papel toalha para higienização das mãos. Na entrada do templo, deve ser colocado um tapete com pano umedecido com hipoclorito de sódio (água sanitária) para a higienização da sola dos calçados.

É importante destacar que as programações de eventos, como catequeses, reuniões, casamentos, batizados e cultos fúnebres, que aglomeram grande número de pessoas permanecem suspensas.

Confira todas as regras que devem ser seguidas para a reabertura dos Templos Religiosos.

Fonte: Blog da Resenha Geral

OMS descarta ligação entre baixa temperatura e aumento de casos da Covid-19

corona virus

A existência de uma relação comprovada entre temperaturas mais baixas e um aumento na disseminação do novo coronavírus foi negada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), nesta quarta-feira (10).

A entidade afirmou que não há qualquer evidência científica que estabeleça uma relação sobre o impacto da Covid-19 em diferentes estações e temperaturas.

O vírus da Influenza apresenta um salto de infecções no inverno, mas a OMS ressalta que ainda não é possível estabelecer semelhanças entre as duas doenças. As informações foram publicadas em reportagem do Estadão.

“Sabemos que o vírus da Influenza tem um ciclo, mas não sabemos como o novo coronavírus vai se comportar diante da mesma situação. E mesmo no Influenza não há um padrão, pois temos diferenças entre as zonas temperadas e as regiões mais próximas à linha do Equador, no inverno do hemisfério sul. Não temos nenhum dado que sugira que haverá uma transmissão maior ou um comportamento mais agressivo do coronavírus nesse período”, esclareceu o diretor do programa de emergências da OMS, Michael Ryan.

Fonte: Bahia Notícias

Estudantes vão poder votar em enquete para nova data do Enem

 

estudantes

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou em uma rede social que a nova data do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) poderá ser definida através de uma enquete com candidatos ao exame. Ele publicou em sua conta no Twitter que a enquete acontecerá entre os dias 20 e 30 de junho. Segundo ele, as datas possíveis seriam 6 e 13 de dezembro, 10 e 17 de janeiro, e 2 e 9 de maio.

A escolha das datas ocorrerá na própria página do Enem e apenas os estudantes que vão participar da prova poderão optar pela data, usando o CPF e a senha que consta no cadastro de cada um. “A iniciativa é importante para dar oportunidade aos interessados de sugerirem o melhor período para a realização das provas e garantir transparência”, explicou em nota o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que é responsável pelo exame.

A escolha das datas ocorrerá na própria página do Enem e apenas os estudantes que vão participar da prova poderão optar pela data, usando o CPF e a senha que consta no cadastro de cada um. “A iniciativa é importante para dar oportunidade aos interessados de sugerirem o melhor período para a realização das provas e garantir transparência”, explicou em nota o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que é responsável pelo exame. :: LEIA MAIS »

Brasil registra 1.300 mortes por coronavírus em 24 horas e se aproxima de 40 mil

mortes1

O Brasil teve 1.300 novas mortes registradas em razão do novo coronavírus nas últimas 24 horas, aponta levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde. Com isso, são 39.797 óbitos pela Covid-19 no país até esta quarta-feira (10). Veja os dados, consolidados às 20h:

39.797 mortes ; eram 38.497 até as 20h de terça-feira (9), uma diferença de 1.300 óbitos

775.184 casos confirmados; eram 742.084 até a noite de terça

Os dados foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal.

O objetivo é que os brasileiros possam saber como está a evolução e o total de óbitos provocados pela Covid-19, além dos números consolidados de casos testados e com resultado positivo para o novo coronavírus.

Parceria

A parceria entre os veículos de comunicação foi feita em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de Covid-19. Personalidades do mundo político e jurídico, juntamente com entidades representativas de profissionais e da imprensa, elogiaram a iniciativa.

Mudanças feitas pelo Ministério da Saúde na publicação de seu balanço da pandemia reduziram por alguns dias a quantidade e a qualidade dos dados. Primeiro, o horário de divulgação, que era às 17h na gestão do ministro Luiz Henrique Mandetta (até 17 de abril), passou para as 19h e depois para as 22h. Isso dificultou ou inviabilizou a publicação dos dados em telejornais e veículos impressos. “Acabou matéria no Jornal Nacional”, disse o presidente Jair Bolsonaro, em tom de deboche, ao comentar a mudança.

A segunda alteração foi de caráter qualitativo. O portal no qual o ministério divulga o número de mortos e contaminados foi retirado do ar na noite da última quinta-feira (4). Quando retornou, depois de mais de 19 horas, passou a apresentar apenas informações sobre os casos “novos”, ou seja, registrados no próprio dia. Desapareceram os números consolidados e o histórico da doença desde seu começo. Também foram eliminados do site os links para downloads de dados em formato de tabela, essenciais para análises de pesquisadores e jornalistas, e que alimentavam outras iniciativas de divulgação.

Entre os itens que deixaram de ser publicados estão: curva de casos novos por data de notificação e por semana epidemiológica; casos acumulados por data de notificação e por semana epidemiológica; mortes por data de notificação e por semana epidemiológica; e óbitos acumulados por data de notificação e por semana epidemiológica.

Neste domingo (7), o governo anunciou que voltaria a informar seus balanços sobre a doença. Mas mostrou números conflitantes, divulgados no intervalo de poucas horas.

Nesta quarta (10), o Ministério da Saúde divulgou os dados completos, obedecendo a ordem do STF. Segundo a pasta, houve 1.274 novos óbitos e 32.913 novos casos, somando 39.680 mortes e 772.416 casos desde o começo da pandemia – números menores que os apurados pelo consórcio.

Fonte: Tribuna da Bahia

SP: Butantan vai participar da última fase de testes de vacina chinesa

vaccina

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou, na manhã desta quinta-feira (11), que o Instituto Butantan será parceiro de um laboratório chinês para a produção de uma vacina contra o coronavírus que está em fase final de testes.

“Hoje é um dia histórico para a ciência no Brasil e em SP. Vamos anunciar que São Paulo vai produzir a vacina contra o coronavírus, através de parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório internacional Sinovac Biotech”, diz a publicação.

A postagem é acompanhada de um vídeo no qual Doria aparece ao lado do presidente do Instituto, Dimas Tadeu Covas. Segundo Doria, o estudo está na terceira fase do processo, a última antes do registro – o que pode levar mais de um ano para ocorrer.

“Um anúncio histórico: o acordo feito pelo Instituto Butantan com um laboratório chinês e a terceira fase de testes, que é a última, para a vacina contra o coronavírus”, diz Doria no vídeo.

Detalhes do estudo serão divulgados em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul da capital, às 12h30 desta quinta. :: LEIA MAIS »

tivic radares

pmvc abrinq

checkup day

mg personal


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia