WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
afrojapa

radio up

iris calcados
fevereiro 2021
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

:: 12/fev/2021 . 15:19

Boletim Covid: 18.551 casos confirmados e 17.908 recuperados

De acordo com o Boletim epidemiológico desta quinta-feira (11), o município registra 18.551 casos confirmados da Covid-19, dos quais: 17.908 estão recuperados e 358 ainda estão apresentando sintomas e seguem em recuperação – 39 estão internados em Vitória da Conquista; dois, em outros municípios; e 317 em tratamento domiciliar.

Outros 969 casos notificados por suspeita de infecção pela Covid-19 aguardam por classificação final. Destes, 931 esperam pela investigação laboratorial e 38 pelo resultado do exame RT-PCR das amostras encaminhadas para análise no Lacen Estadual.

Ainda nesta quinta (11), foram confirmados dois falecimentos de pacientes por complicações da Covid-19.

284º óbito – Homem de 58 anos, morador do Alto Maron, portador de Hipertensão. Foi internado no dia 23 de janeiro no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde faleceu em 29 de janeiro. O óbito só foi comunicado hoje à Secretaria Municipal de Saúde.

285º óbito – Homem de 73 anos, morador do bairro Urbis IV, portador de Hipertensão. Estava internado desde o dia 11 de janeiro no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde faleceu em 10 de fevereiro.

Ocupação de Leitos – Neste momento, 83 pacientes estão internados em parte dos 148 leitos disponíveis (78 enfermarias e 70 leitos de UTI) na rede SUS para tratamento de pacientes confirmados ou com suspeita de infecção pelo novo Coronavírus. Além de moradores de Vitória da Conquista, também estão internados residentes dos seguintes municípios:

…Leia na íntegra

Equipes de fiscalização fazem inspeções noturnas em bares da cidade

Secom/PMVC

Na noite dessa quinta-feira (11), os agentes de fiscalização da Vigilância Sanitária, Setor de Posturas e Procon, com o apoio da Polícia Militar, iniciaram uma nova fase de fiscalização aos bares, restaurantes e lanchonetes para analisar os riscos sanitários, cumprimentos do Decretos Municipais referente aos protocolos de prevenção contra Covid-19, bem como de leis federais.

A ação conta com equipes que são formadas por um agente de cada setor de fiscalização do município e, na primeira noite, foram distribuídas entre os bares localizados na zona leste e oeste da cidade, e foram inspecionados 16 estabelecimentos.

…Leia na íntegra

Protocolo para volta às aulas na BA é concluído; indicadores da pandemia dificultam retorno

por Jade Coelho

Protocolo para volta às aulas na BA é concluído; indicadores da pandemia dificultam retorno

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

O protocolo de volta às aulas na Bahia foi fechado e validado nesta quinta-feira (12) pela comissão responsável pelo tema. O grupo é formado por representados do governo estadual, das secretarias de Educação e Saúde e dos municípios. O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), antecipou que a estratégia montada inclui aferição de temperatura na entrada das escolas, critérios para utilização dos espaços e higienização permanente.

“Desde o consumo da merenda a aula que vai ser ministrada pelo professor existem protocolos já definidos. Nossa ideia é voltar presencial assim que for possível com base em critérios objetivos que vai passar por esses índices que já norteiam nossas decisões”, disse o gestor ao citar dados como confirmação de novos casos, casos ativos, ocupação de leitos de UTI e taxa de transmissão do coronavírus.

O gestor explicou que os protocolos estão definidos e o calendário sincronizado entre prefeitura e governo do estado. “Até porque nosso alunos saem da rede municipal e vai para a  rede estadual. Então é voltar de forma híbrida, 50% vão na segunda, quarta e sexta-feira e os outros 50% na terça e quinta e provavelmente no sábado. Na semana seguinte inverte”, explicou.

Bruno ressaltou que o próximo passo é determinar “critérios objetivos” para retomada da educação presencial, mas fez um alerta sobre a crescente registrada nos dados da pandemia em Salvador e no estado nos últimos três dias e reconheceu que caso esses indicadores não caiam, as aulas presenciais não poderão ser retomadas.

“Todo nós queremos a retomada da educação, ficou vidente ontem na reunião, Mas todos tem noção que com os número como estão não há como retomar nesse momento”, justificou o prefeito da capital baiana durante coletiva  de imprensa na entrega de geomanta, em Matatu de Brotas, na manhã desta sexta-feira (12).

O ano de 2020 foi marcado por escolas fechadas. O tema envolve uma polêmica que já se arrasta desde então. O decreto que suspende as aulas presenciais na Bahia por causa da pandemia da Covid-19 está perto de completar 11 meses, e as gestões estadual e municipais têm sofrido pressão para uma definição (entenda os riscos e benefícios da volta às aulas aqui).

INÍCIO DAS AULAS REMOTAS

A jornada pedagógica do município está prevista para a próxima quinta-feira (18). Todo o corpo pedagógicos, professores, coordenadores e gestores escolares da rede municipal de educação devem participar. O início das aulas na modalidade online está previsto para a segunda-feira seguinte (22).

ALTA NOS DADOS DA PANDEMIA

O crescimento acelerado no número de casos de coronavírus somado à consequente pressão nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) têm feito a Prefeitura de Salvador pensar em retomar medidas de isolamento social. O prefeito fez uma alerta sobre a situação durante a coletiva desta sexta.

Na ocasião, Bruno ressaltou que “a preocupação é real” e independente do período que seria de fim de semana de Carnaval, já que os números vêm crescendo há mais tempo.

 Diante do cenário, a prefeitura de Salvador não descarta a possibilidade de adotar medidas restritivas. “Se continuar os números como estão, na semana que vem adotaremos medidas de isolamento social. Nunca quis isso, em nenhum momento adotamos medidas de restrições porque os números vinham estáveis, com a média móvel que tínhamos capacidade de administrar, mas a gente começa a perceber curva ascendente crescendo de forma muito mais rápida”, destacou Bruno (leia mais aqui).

Bahia Notícias

Em condição rara causada pela Covid-19, paciente tem dedos amputados na Itália

Em condição rara causada pela Covid-19, paciente tem dedos amputados na Itália

Foto: Reprodução / European Journal of Vascular and Endovascular Surgery

Em rara reação à doença, ma paciente de 86 anos infectada pela Covid-19 teve três dedos amputados após a doença deixá-los necrosados.

De acordo com o portal Extra, do jornal O Globo, a idosa testou positivo para o coronavírus em abril do ano passado. Os médicos, que publicaram relatório na revista médica “European Journal of Vascular and Endovascular Surgery”, afirmaram que essa necrose é uma condição que faz com que o tecido corporal morra e fique preto.

A mulher tinha histórico de problemas com coagulação. Ela sofreu de síndrome coronariana aguda, doença que bloqueia repentinamente o sangue fornecido ao músculo cardíaco, em março de 2020. Para tratar isso, profissionais prescreveram terapia antiplaquetária dupla.

Contudo, outros testes revelaram que a responsável por causar o bloqueio do sangue para os seus dedos foi a Covid-19. A amputação foi feita para evitar complicações futuras. Responsáveis pelo relatório, os médicos Giuseppe P. Martino e Giuseppina Bitti classificaram a condição como “dedos covidais” e uma “manifestação vascular severa”.

Em dezzembro, um morador de Bournemouth, na Inglaterra, também alegou ter sofrido com situação semelhante. Ele teve de amputar a perna por causa de um coágulo sanguíneo com risco de vida, e diz que isso foi causado pelo coronavírus.

Bahia Notícias

Pessoas com sintomas de covid-19 não devem tomar a vacina

Alerta foi feito pela Sociedade Brasileira de Imunizações

vacina

A vontade de se vacinar é grande para muitos brasileiros, mas para aqueles que tem sintomas de covid-19 ou que já testaram positivo para a doença devem evitar a aplicação do imunizante. Quem explica é a diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Mônica Levi.

 “Como atualmente a Covid-19 varia desde pessoas assintomáticas até casos que evoluem para morte, as pessoas com sintomas leves também não devem ir aos locais de vacinação”, disse ela em entrevista à CNN.
Segundo a especialista, o ideal é que a vacinação seja adiada em quatro semanas. Essa é a forma de garantia para que não haja transmissão do vírus ou agravamento de qualquer sintoma que o paciente tenha tido. Por outro lado, Mônica diz que “não há preparo imunológico ou comportamental que se recomende para nenhuma das vacinas (contra Covid-19)”.
Redação Ibahia

Quem perdeu o Enem digital tem até esta sexta (12) para pedir reaplicação

Provas serão nos dias 23 e 24 deste mês

Mariana Tokarnia, da Agência Brasil

Termina nesta sexta-feira (12) o prazo para candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital 2020 pedirem para participar da reaplicação das provas. O pedido deve ser feito na Página do Participante. Podem pedir a reaplicação os estudantes que não puderam participar do Enem por estarem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa e aqueles que não conseguiram fazer as provas por problemas logísticos.

As provas da reaplicação serão nos dias 23 e 24 de fevereiro, apenas na versão impressa. Além da covid-19, podem solicitar a reaplicação participantes com coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), para a análise da possibilidade de reaplicação a pessoa deverá inserir obrigatoriamente, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença. Na documentação, deve constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB.

 As provas do Enem digital foram aplicadas nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Nas semanas que antecederam cada uma das aplicações, os candidatos puderam enviar exames e laudos médicos ao Inep. Aqueles que ainda não o fizeram podem acessar o sistema online. De acordo com balanço divulgado pelo Inep, 320 participantes do Enem digital já fizeram os pedidos. Foram aprovadas 194 solicitações.

Questões logísticas
Também podem pedir a reaplicação estudantes que tenham sido prejudicados por problemas logísticos. De acordo com o edital do Enem, são considerados problemas logísticos, por exemplo, desastres naturais que prejudiquem a aplicação do exame devido ao comprometimento da infraestrutura do local, falta de energia elétrica, falha no dispositivo eletrônico fornecido ao participante que solicitou uso de leitor de tela ou erro de execução de procedimento de aplicação, que incorra em comprovado prejuízo ao participante.

No primeiro dia de aplicação do Enem digital, foi registrado problema em um servidor, o que atrasou o envio das provas para os computadores onde os participantes fariam o exame. Por causa do tempo, eles não puderam fazer as provas. Esses participantes, por exemplo, terão direito à reaplicação.

Os pedidos de reaplicação serão analisados pelo Inep. A aprovação ou a reprovação do pedido deverá ser consultada também na Página do Participante. Os candidatos podem ainda entrar em contato com o Inep pelo telefone 0800 616161. O Inep recomenda, no entanto, que a solicitação seja feita pela internet.

Terão também direito a fazer o Enem em fevereiro os estudantes que fariam a prova no estado do Amazonas e nos municípios de Rolim de Moura (RO) e Espigão D’Oeste (RO), onde o exame foi suspenso tanto na versão impressa quanto na digital por causa dos impactos da pandemia. Esses estudantes, no entanto, não precisam fazer o pedido, pois estão automaticamente inscritos.

Cronograma
O Enem 2020 tem uma versão impressa, aplicada nos dias 17 e 24 de janeiro, e uma digital, realizada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Ao todo, cerca da metade dos inscritos no Enem impresso e aproximadamente 70% do Enem digital faltaram às provas. O prazo para os pedidos de reaplicação do Enem impresso foi entre os dias 25 e 29 de janeiro. Os resultados das análises dos pedidos, tanto dos participantes do Enem impresso quanto do digital, serão divulgados até o dia 15 deste mês.

O resultado final, tanto da versão impressa quanto da digital e da reaplicação, será divulgado no dia 29 de março. Os candidatos podem usar as notas para concorrer a vagas no ensino superior, por meio de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo em instituições privadas, e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

 

 

 

Bolsonaro: novo auxílio emergencial deve ser pago a partir de março em até quatro parcelas

O presidente ressaltou a necessidade de haver responsabilidade fiscal e da população retornar aos postos de trabalho

Tribuna da Bahia, Salvador
12/02/2021 06:00 | Atualizado há 8 horas e 26 minutos

auxilio-1

Por Ingrid Soares

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, ontem, que a extensão do auxílio emergencial deverá ser paga a partir de março em até quatro parcelas. Ele anunciou a possível data após a cerimônia de entrega de títulos de propriedade rural no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão.

“Eterno é aposentadoria, o BPC, tá? E é uma questão emergencial, porque custa caro para o Brasil. É um endividamento enorme para o Brasil. Tá quase certo, né. Ainda não sabemos o valor, com toda certeza, a partir de… com toda certeza, pode não ser, né, a partir de março, 3, 4 meses. É o que está sendo acertado, com o Executivo, e com o Parlamento também, porque temos que ter responsabilidade fiscal”, apontou.

Porém, o mandatário voltou a tecer críticas sobre a política de lockdown e ressaltou que a população precisa voltar aos postos de trabalho.

“Agora, não basta apenas conceder mais um período de auxílio emergencial. O comércio tem que voltar a funcionar. Tem que acabar com essa história de fecha tudo. Devemos cuidar dos mais idosos e quem tem comorbidades. O resto, tem que trabalhar. Caso contrário, se nos endividarmos muito, o Brasil pode perder crédito, e daí a inflação vem, a dívida já está em R$ 3 trilhões, daí vem o caos e ninguém quer isso daí “, completou o presidente.

Mais cedo, durante discurso na cerimônia, o chefe do Executivo afirmou que a equipe econômica estuda a continuidade do auxílio emergencial, mas destacou que a medida não pode ser eterna e que representa maior endividamento ao país. Ele emendou que ‘o povo quer, na verdade, é trabalho’.

Também hoje, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) cobrou do ministro da Economia, Paulo Guedes uma nova rodada do auxílio emergencial. O parlamentar reclamou que o Ministério da Economia não enviou nenhuma proposta ao Congresso ainda. E que é urgente tratar do assunto. O ministro Guedes já sinalizou que aceita pagar mais três parcelas de R$ 200. Porém, ele quer, em contrapartida do Congresso, a aprovação de medidas de ajuste fiscal.

Fonte: Correio Braziliense

Bahia receberá 400 mil novas doses da vacina até dia 23, diz Bruno Reis

35 mil dessas 400 mil vacinas serão destinadas para Salvador

doses

A vacinação em Salvador teve que ser interrompida nesta semana por falta de doses da vacina contra o novo coronavírus. Para continuar a vacinação na cidade, assim como avançar nas fases do plano de imunização na Bahia, o estado receberá 400 mil novas doses entre os dias 17 e 23 de fevereiro. Destas, 35 mil vacinas virão para a capital baiana. A afirmação foi feita pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis, durante a entrega de uma geomanta no bairro de Matatu de Brotas, na manhã desta sexta-feira (12).

:: LEIA MAIS »

Mãe e filho são achados mortos em condomínio no Jardim das Margaridas

 

vitimasOs corpos de uma mulher e do filho de 5 anos foram encontrados em um condomínio no Jardim das Margaridas na noite da quinta-feira (11). Segundo a Polícia Civil, eles foram identificados como Valdice Maria Cabral da Silva, 47 anos, e Gabriel Cabral da Silva.

Quando foram encontrados em um cômodo do apartamento, os corpos já estavam em estado de gigantismo. A Polícia Militar diz que uma equipe da 49ª CIPM foi até o local por volta das 22h30, já com a informação de que dois corpos haviam sido encontrados. Os PMs confirmaram o fato e isolaram a área para realização de perícia.

Quando foram encontrados em um cômodo do apartamento, os corpos já estavam em estado de gigantismo. A Polícia Militar diz que uma equipe da 49ª CIPM foi até o local por volta das 22h30, já com a informação de que dois corpos haviam sido encontrados. Os PMs confirmaram o fato e isolaram a área para realização de perícia.

Familiares ouvidos pela polícia disseram que desde segunda (8) davam pela falta de mãe e filho, apesar de algumas mensagens continuarem sendo trocadas. Segundo a TV Bahia, a porta do apartamento foi arrombada pelo ex-marido de Valdice, pai de Gabriel, que foi até o local com a polícia, encontrando os corpos. O carro de Valdice não estava na garagem do prédio.

Imagens das câmeras de segurança do local serão recolhidas para ajudar na investigação e laudos do Instituto Médico Legal (IML) vão esclarecer as causas da morte. O caso será investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A Tarde

Fiocruz envasa 1º lote de teste da vacina AztraZeneca

Esta etapa é considerada decisiva para reposição dos estoques, que, em algumas cidades, estão perto do fim

Foto: Thomas Samson | AFP

Fiocruz envasa 1º lote de teste da vacina AztraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) envaza, nesta sexta-feira, 12, o primeiro lote de testes da vacina contra a Covid-19, fabricada em parceria com a AstraZeneca e finalizada no Brasil com insumos importados da China.

Esta etapa é considerada decisiva para reposição dos estoques, que, em algumas cidades, estão perto do fim. A produção teve início com atraso, por causa da demora na entrega de insumos e também na preparação da estrutura da Fiocruz. A meta é, até julho, produzir 100,4 milhões de doses da chamada vacina de Oxford.

O primeiro milhão de doses deve ser entregue entre os dias 15 e 19 de março. No segundo semestre, a Fiocruz dará um novo passo, com a produção de outras 110 milhões de vacinas 100% brasileiras.

checkup day

mari marinho

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia