WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
flash day

sindy mega radio

iris calcados
outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘Brasil’

Imposto de Renda 2020: quase 60 mil contribuintes baianos ficam retidos na malha fina

A Tarde

imposto

Do total de 1.285.752 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020 na Bahia, 59.638 foram retidas na malha fina, após o fim do prazo. A informação foi divulgada pela Receita Federal, nesta quinta-feira, 1º. Com isso, as declarações dos contribuintes ficam retidas para verificação de pendências e eventual correção dos erros.

As restituições são pagas somente após a questão ter sido resolvida. Já para quem não teve pendências, o 5º lote de restituição foi pago na quarta-feira, 30, para 117.012 contribuintes, totalizando R$ 175.799.006,63.

E agora, o que fazer?

De acordo com a Receita, quem apresentou a declaração do IRPF 2020 e pretende ter direito à restituição deve consultar o Extrato do Processamento da DIRPF. A retificação da declaração evita multa de ofício de 75% antes de uma eventual intimação e pode liberar a restituição se for o caso.

Corte no auxílio emergencial não tem aval das centrais

auxilio-1A manutenção do pagamento do valor de R$ 600 para os beneficiários do programa de auxílio emergencial passou a ser defendida pelas centrais sindicais e movimentos sociais, com base em estudos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). É que o valor previsto de R$ 300 não cobre as despesas da cesta básica mais barata do país, referente a Aracaju, no valor de R$ 374.

:: LEIA MAIS »

Auxílio emergencial: pagamento das parcelas de R$ 300 começa na quarta

Prorrogação do benefício com mais quatro parcelas foi oficializada no início do mês por Medida Provisória

Tribuna da Bahia, Salvador
29/09/2020 06:30 | Atualizado há 2 horas e 20 minutos

 auxilio-1O Ministério da Cidadania divulgou nesta segunda-feira (28), em edição extra do Diário Oficial, o calendário de pagamentos das parcelas de R$ 300 do Auxílio Emergencial para beneficiários fora do Bolsa Família.

A prorrogação do Auxílio Emergencial com mais quatro parcelas de R$ 300 foi oficializada no início do mês por Medida Provisória. Apenas os beneficiários que fazem parte do Bolsa Família, no entanto, já estavam recebendo os pagamentos, que seguem o calendário do próprio bolsa.

Menos parcelas, menos beneficiários

Nem todos os beneficiários, no entanto, irão receber as quatro parcelas de R$ 300. Apenas os trabalhadores que receberam em abril a primeira parcela do benefício original, de R$ 600, terão direito a todas as quatro parcelas – que seriam em setembro, outubro, novembro e dezembro.

“Quem passou a receber a partir de julho, por exemplo, terá direito às cinco parcelas de R$ 600 e a mais uma parcela do novo benefício, que será paga no mês de dezembro”, informou a Cidadania.

Além do menor número de parcelas para parte dos beneficiários, o Auxílio Emergencial Residual também vai atingir menos trabalhadores. As regras definidas para a prorrogação restringe o pagamento para algumas pessoas.

Assim, não vai receber parcelas de R$ 300 quem:

  1. Possua indicativo de óbito nas bases de dados do governo federal
  2. Tenha menos de 18 anos, exceto em caso de mães adolescentes
  3. Esteja preso em regime fechado
  4. Tenha sido declarado como dependente no Imposto de Renda de alguém que se enquadre nas hipóteses dos itens 5, 6 ou 7 acima
  5. No ano de 2019 recebeu rendimentos isentos não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte cuja soma seja superior a R$ 40 mil
  6. Tinha em 31 de dezembro de 2019 a posse ou a propriedades de bens ou direitos no valor total superior a R$ 300 mil reais
  7. Recebeu em 2019 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70

Mora no exterior

Tem renda mensal acima de meio salário mínimo por pessoa e renda familiar mensal total acima de três salários mínimos

Recebeu benefício previdenciário, seguro-desemprego ou programa de transferência de renda federal após o recebimento de Auxílio Emergencial (exceto Bolsa Família)

Conseguiu emprego formal após o recebimento do Auxílio Emergencial

Calendário de pagamentos

Os calendários de pagamento das parcelas de R$ 300 levam em consideração a data em que o beneficiário recebeu a primeira das parcelas originais do benefício, de R$ 600.

Auxílio Emergencial - aprovados que receberam a primeira parcela em abril — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial – aprovados que receberam a primeira parcela em abril — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial  - aprovados que receberam a primeira parcela em maio — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial – aprovados que receberam a primeira parcela em maio — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial  - aprovados que receberam a primeira parcela em junho — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial – aprovados que receberam a primeira parcela em junho — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial - aprovados que receberam a primeira parcela em julho — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial – aprovados que receberam a primeira parcela em julho — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial - aprovados que fizeram contestação — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial – aprovados que fizeram contestação — Foto: Economia G1

Caixa paga nova parcela do auxilio a 9,4 milhões de beneficiários

Nesta segunda-feira (28), a Caixa Econômica Federal (CEF) paga mais uma parcela do Auxílio Emergencial a 9,4 milhões de trabalhadores.

Neste grupo, estão 1,6 milhão de trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, cujo número do NIS é terminado em 8. Também fazem parte 7,8 milhões de trabalhadores que estão no Cadastro Único e aqueles inscritos por meio de aplicativo, site ou pelos Correios, aniversariantes em outubro e novembro.

Para os demais, seguem os pagamentos de R$ 600, e a ajuda será creditada em conta poupança social digital da Caixa, que poderá ser usada inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito nesta segunda serão liberados em datas diferentes: a partir de 20 de outubro para os aniversariantes em outubro, e de 22 de outubro para os aniversariantes em novembro

Blog da Resenha Geral

Eleições: Globo cancela entrevistas em estúdio por conta da pandemia

21.09.2020, 21:15:19

urna

A direção de Jornalismo da Globo divulgou um comunicado interno nesta segunda-feira (21) dizendo que, com as restrições impostas pela pandemia, a emissora decidiu que só fará debates no primeiro turno das eleições municipais onde houver acordo entre os partidos para que apenas os quatro mais bem colocados candidatos na pesquisa eleitoral mais recente (Ibope ou DataFolha) participem dos debates. Pelos mesmos motivos, as entrevistas em estúdio com os candidatos também não serão feitas.

Abaixo, confira o comunicado com todos os detalhes, no qual a Globo garante uma cobertura das eleições ainda mais extensa que em anos anteriores, com assuntos temáticos, abordando com mais intensidade aqueles de maior interesse do público revelados por pesquisas:

“Desde o início da Pandemia, a Globo tem se esforçado ao máximo para esclarecer o público sobre como evitar o contágio pelo coronavírus. Como prestam um serviço essencial, seus jornalistas não pararam de trabalhar, mas seguem um rígido protocolo para evitar ao máximo que adoeçam.

No planejamento para cobrir as eleições municipais, acreditou-se que o país chegaria a outubro com taxas de contágio sob controle, o que, infelizmente, não ocorrerá. Há outro aspecto: o elevado número de candidatos a prefeito em quase todas as cidades, como Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, para citar apenas três, com dez ou mais candidatos. Isso impõe grandes desafios.

Morre médico Carlos Alberto Morais de Sá, pioneiro no tratamento da Aids no Brasil

Seg , 28/09/2020 às 07:47

Agência Brasil

médico

O médico Carlos Alberto Morais de Sá, referência no tratamento da Aids no Brasil morreu aos 76 anos, morreu no último sábado, 26, no Rio de Janeiro. A informação foi divulgada pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). A causa da morte não foi divulgada.

Sá foi um dos pioneiros no tratamento de pacientes com Aids e contribuiu para a construção do Centro de Referência Nacional em HIV/Aids, no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, vinculado à UniRio.

Médico do hospital desde 1972, Sá tornou-se coordenador do centro em 1983. De 1987 a 1993, foi consultor do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, como membro da Comissão Nacional em HIV/Aids.

Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro

Agência Brasil

carteira de trabalho

Depois de dispararem nos últimos meses por causa da pandemia do novo coronavírus, os pedidos de seguro-desemprego de trabalhadores com carteira assinada continuam a cair. Nos 15 primeiros dias do mês, o total de pedidos recuou 9,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

:: LEIA MAIS »

Investigação da PF revela que incêndio no Pantanal começou em grandes fazendas

Sex , 25/09/2020 às 06:39

incendio

O fogo no Pantanal (MS), que já destruiu 25 mil hectares de vegetação (o equivalente a 25 mil campos de futebol), começou em quatro fazendas de grande porte em Corumbá. Ao menos é o que revela investigação da Polícia Federal (PF), iniciada no mês de junho.

A suspeita é a de que produtores rurais tenham colocado fogo na vegetação para criar área de pastagem. As propriedades rurais identificadas são: Calofórnia (1.736 hectares), Campo Dania (3.061 hectares), São Miguel (33.833 hectares) e Bonsucesso (32.147). Todas elas se enquadram no conceito de grandes propriedades, segundo critérios do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), já que têm área superior a 15 módulos fiscais.

O Pantanal registrou o maior número mensal de focos de incêndio desde 1998, quando teve início a série histórica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Entre 1º de setembro e quarta-feira (23), foram 6.048 pontos de queimadas no bioma. Um decreto federal, publicado em julho, proibiu queimadas de qualquer tipo em todo o país por 120 dias.

Auxílio emergencial de R$ 300 é pago a 1,6 milhão de pessoas nesta quinta

A primeira das 4 parcelas do Auxílio Emergencial residual, já está sendo paga pela Caixa Econômica Federal (CEF), nesta quinta-feira (24), para 1,6 milhão de trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, cujo número do NIS tem final 6.

O calendário desta parcela (a 6ª do Auxílio Emergencial), sempre pela numeração do benefício, segue até 30 de setembro. Para os beneficiários fora do Bolsa Família, o calendário de pagamentos das parcelas 6 a 9 do auxílio, que serão de R$ 300, ainda não foi anunciado

As parcelas de R$ 300 serão pagas a 16,3 milhões de pessoas que fazem parte do Bolsa Família ao todo. O número representa uma redução de quase 3 milhões de beneficiários nesses novos lotes de pagamento. As cinco parcelas anteriores de R$ 600 foram pagas para 19,2 milhões de pessoas.

A redução no número de beneficiários se deve à queda pela metade do valor da parcela do Auxílio Emergencial. Se o valor do Bolsa Família for igual ou maior que R$ 300, o beneficiário receberá o valor do Bolsa.

Aprovada na Câmara, CNH válida por 10 anos vai a sanção

Tribuna da Bahia, Salvador
23/09/2020 06:30 | Atualizado há 1 dia, 2 horas e 28 minutos

cnh

Motoristas de todo o País terão mais tempo em mãos sua licença para dirigir: passou ontem na Câmara o projeto que amplia de 5 para 10 anos o prazo máximo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O texto também dobra de 20 para 40 pontos na carteira o limite para que um motorista infrator tenha seu documento suspenso pelas autoridades de trânsito, dependendo do tipo de multa que receber. Agora, só falta a sanção do presidente Jair Bolsonaro para o texto se tornar lei. Se sancionadas, as mudanças valerão 180 dias após a publicação da lei.

A proposta que altera os prazos da CNH foi apresentada pelo próprio Bolsonaro, que levou o texto do projeto pessoalmente ao Congresso em julho do ano passado. A intenção do presidente foi atender a um pedido de caminhoneiros, categoria que lhe deu amplo apoio nas eleições de 2018. Agora, os motoristas profissionais ficarão enquadrados na regra geral, comum a todos, em que a CNH tem validade de dez anos para quem tem até 49 anos, cinco anos para quem tem de 50 a 69 e três para os de 70 anos ou mais.

Pontos

O texto muda a escala de pontuações para suspensão da carteira. O motorista perderá a CNH se tiver 20 pontos e duas ou mais infrações gravíssimas; 30 pontos e apenas uma infração gravíssima ou 40 pontos e nenhuma infração gravíssima. Motoristas profissionais, por sua vez, poderão atingir o limite de 40 pontos, independentemente da natureza das infrações cometidas. Na regra atual, a suspensão ocorre quando o condutor atinge 20 pontos em 12 meses ou por transgressões específicas. A obrigatoriedade do uso da cadeirinha para crianças nos veículos, hoje exigida até 7 anos de idade, passou para dez anos ou 1,45 metro de altura. Foi aprovada também a obrigatoriedade de manter faróis acesos durante o dia, em túneis e sob chuva e neblina ou à noite. Outra das mudanças é que, em casos de lesão corporal e homicídio causados por motorista embriagado, mesmo sem intenção, a pena de reclusão não pode ser trocada por outra mais branda.

Camila Turtelli – Estadão Conteúdo

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia