WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
flash day

sindy mega radio

iris calcados
outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘Brasil’

Tempestade em Santa Catarina afeta 26 cidades e deixa 830 desabrigados

Agência Brasil

tempestade

Os tornados e as tempestades que atingiram o Meio Oeste de Santa Catarina deixaram ao menos 830 pessoas desabrigadas, 197 desalojadas e 16 feridas, segundo informações do governo estadual. Os temporais com granizo e rajadas de vento começaram na sexta-feira, 14, e atingiram a região até a madrugada deste domingo, 16. Os estragos atingiram 26 municípios.

Em Vargem Bonita, 42 famílias tiveram de ser abrigadas em um ginásio de esportes. As micro explosões e a chuva intensa de granizo causou danos a 80% dos telhados residenciais na cidade. O laboratório de Clima da Defesa Civil de Santa Catarina identificou ainda dois tornados, um que passou pelos de Água Doce, Ibicaré e Tangará, e outro que atingiu Irineópolis.

Em Tangará, município com aproximadamente 9 mil habitantes, a prefeitura estima que 80% das empresas foram afetadas pelo tornado. Vídeos divulgados nas redes sociais mostram caminhões tombados com a força do vento.

Tio suspeito de engravidar menina de 10 anos é preso em Minas Gerais

A Tarde

 

O homem suspeito de estuprar e engravidar a sobrinha de 10 anos foi preso na madrugada deste terça-feira, 18, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

:: LEIA MAIS »

Estoques de hidroxicloquina no país estão zerados, diz Pazuello

Agência Brasil

remedio

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quinta-feira, 13, que os estoques de hidroxicloroquina para auxílio no tratamento da covid-19 estão zerados no país. Ao falar em audiência pública na Comissão Mista do Congresso que fiscaliza as ações do governo no combate à pandemia de covid-19 sobre o medicamento, que tem uso facultado aos médicos no tratamento da doença, o ministro destacou que não vê nada de errado em questionar o uso do fármaco para esse fim, mas lembrou que a hidroxicloroquina é demandada ao Ministério da Saúde.

“Nosso estoque hoje, no Ministério da Saúde, é zero. É zero! Não temos nem um comprimido para atender as demandas. Nós temos uma reserva de 300 mil itens apenas para atender malária guardados, o que representa algo em torno de 20% do que eu preciso por ano para malária”, explicou, ressaltando que o ministério não faz entrega sem demanda das secretarias dos estados e municípios.

Ainda segundo o ministro interino, a demanda reprimida no país por hidroxicloroquina é de mais de 1,6 milhão de doses para os estados e municípios. A Fiocruz, segundo Pazuello, tem 4 milhões de comprimidos que aguardam negociação de preço.

“Não temos como comprar, porque o preço de custo dela, que é o que nos colocam, está acima do que nós podemos pagar na tabela CMED [ Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos]. Então, essa produção da Fiocruz ainda não foi adquirida pela simples razão de negociação de valores, coisa que acontecerá nos próximos dias”, adiantou.

No Laboratório Químico Farmacêutico do Exército (LQFEx), Pazuello disse há estoque de 2 milhões de unidades de doação americana, mas como veio em cartelas de 100, precisam ser recolocadas nas quantidades permitidas no Brasil. Se nós não tivéssemos pandemia e demandas por covid, a quantidade estaria de acordo para atender a demanda do Sistema Único de Saúde (SUS) para as doenças como malária, lúpus e artrite.

Cenário

Sobre o cenário atual da covid-19 no país, Pazuello avaliou que as regiões Norte e Nordeste já apresentam números bem baixos, “praticamente já dentro de uma normalidade de vida”. “ Não existe fim do coronavírus. O coronavírus veio para viver conosco. Então, vamos começar a nos lembrar disso, não houve fim do H1N1, só se ele mutar para outro número. O coronavírus vai viver conosco também”, alertou.

O ministro interino lembrou outras pandemias como a do vírus da Aids – HIV, no final da década de 1980. “Nossos hábitos mudaram e assim que coloco que nossos hábitos vão mudar com relação a conviver com o coronavírus”.

No rol dessas mudanças, ele destacou os hábitos de lavar a mão, de evitar aglomeração, e da readaptação das indústrias, por exemplo, que terão que pensar em um afastamento maior na planta de produção.

Pelas previsões de Eduardo Pazuello, a partir de meados de setembro os números do centro-sul estarão bem definidos para uma previsão para o final do ano. “Eu posso lhe afiançar que no final do ano, no centro-norte, nós vamos estar vivendo uma nova normalidade, com novos hábitos. E posso lhe afiançar que lá pelo meio de setembro, início do setembro, eu lhe digo exatamente como vai estar o centro-sul também, na visão do Ministério da Saúde, de uma forma bem clara. Eu acredito que tanto o Norte quanto o Sul estejam iguais. Vamos esperar um pouquinho o mês de setembro chegar para ver as curvas descerem”, disse.

Vacinação

A expectativa do Ministério da Saúde é de que no final do ano o Brasil já esteja prestes a iniciar a campanha de vacinação contra o novo coronavírus (covid-19). A imunização, segundo Eduardo Pazuello, vai começar pela região centro-norte. “Pela simples razão de que ali iniciará novamente o impacto das contaminações virais e vai se estender pelo Brasil como um todo na sequência”, adiantou.

Depois de 100 mil mortes, ministro interino da Saúde diz que governo apoia isolamento social

pazull

Após o Brasil superar a marca de 100 mil mortes em decorrência da Covid-19, o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse que o governo federal apoia o isolamento social. Essa declaração, feita durante a inauguração de uma nova unidade de processamento de testes de coronavírus na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, contraria o discurso e até as ações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que desde o início da pandemia no país se mostrou contrário às medidas de restrição adotadas por prefeitos e governadores.

 

“Medidas preventivas e afastamento social são medidas de gestão dos municípios e estados e nós apoiamos todas elas, porque quem sabe o que é necessário naquele momento precisa de apoio e nós apoiamos. Mas, fica a lembrança de que, independentemente da medida que se tome, tem que estar aliada à capacidade de triar e procurar se as pessoas estão ou não com sintomas, o tempo todo”, disse o ministro nesta segunda-feira (10), segundo informações do G1. :: LEIA MAIS »

Caixa libera hoje saque de R$1.045 do FGTS para nascidos em junho

auxilio-1

Cerca de 5 milhões de trabalhadores nascidos em junho começam a receber nesta segunda-feira (3) o crédito do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 1.045. Serão liberados R$ 3,2 bilhões nas contas poupança digitais abertas pela Caixa Econômica Federal em nome dos beneficiários.

Instituído pela Medida Provisória 946 , o saque emergencial do FGTS pretende ajudar os trabalhadores afetados pela pandemia do novo coronavírus. Ao todo, o governo pretende injetar R$ 37,8 bilhões na economia, beneficiando cerca de 60 milhões de trabalhadores. :: LEIA MAIS »

70 mil servidores na BA são suspeitos de fraude de R$ 117 mi no auxilio

Uma auditoria feita pelo TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) da Bahia e pela CGU (Controladoria-Geral da União) identificou que ao menos 70.296 servidores municipais, incluindo ativos e inativos, receberam indevidamente o auxílio emergencial do governo federal. Segundo técnicos dos dois órgãos, trata-se do maior volume de casos suspeitos entre todos os estados do país, à exceção apenas do Maranhão. Cerca de R$ 117.171.600 em recursos federais podem ter sido destinados para pagar esses benefícios suspeitos entre todos os estados do país, á exceção apenas do Maranhão. Cerca de R$ 117.171.600 em recursos federais podem ter sido destinados para pagar esses benefícios suspeitos.

Parcelas 4 e 5: confira o calendário completo do Auxílio Emergencial

 

O Governo Federal definiu o calendário de pagamento da quarta e da quinta parcelas do Auxílio Emergencial, conforme portaria publicada nesta sexta-feira (17.07) no Diário Oficial da União (DOU). As datas são para as pessoas que fazem parte do grupo do Cadastro Único e dos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, contribuintes individuais do INSS, autônomos e desempregados. As parcelas serão pagas com valor integral, uma em julho e agosto, conforme o mês de nascimento do beneficiário, e a outra em agosto e setembro, seguindo a mesma lógica.

Os integrantes do Programa Bolsa Família (PBF) receberão as remessas 4 e 5 do Auxílio Emergencial, conforme o calendário habitual do programa. Os pagamentos começaram no dia 20 de julho. :: LEIA MAIS »

FGTS: confira o calendário do saque emergencial

O pagamento do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começará no fim de junho e irá até o meio de novembro. As datas serão organizadas de acordo com o mês de nascimento dos beneficiados. De acordo como a estimativa da Caixa, 60 milhões de pessoas receberão, cada uma, R$ 1.045 em todo o país.

O cronograma foi anunciado no dia 13 de junho em entrevista coletiva virtual concedida pelo presidente do banco, Pedro Guimarães. O anúncio havia sido feito em abril pele equipe econômica do governo federal.

:: LEIA MAIS »

TSE anuncia compra de 180 mil urnas eletrônicas para eleições

urna

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou a compra de até 180 mil novas urnas eletrônicas. Conforme o tribunal, os equipamentos deverão ser utilizados a partir das eleições de 2022. Ainda segundo o TSE, o objetivo é substituir os equipamentos fabricados entre 2006 e 2008.

O valor da proposta vencedora da licitação é de R$ 799,9 milhões. A licitação começou no ano passado e foi homologada (validada) pelos ministros Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e Alexandre Moraes. Barroso é o atual presidente do TSE; Fachin comandará o tribunal entre fevereiro e agosto de 2022; e Moraes chefiará a Corte a partir de agosto de 2022. :: LEIA MAIS »

Média diária de mortes no Brasil cresce quase 9% na pandemia, indica levantamento

IMAGEM_NOTICIA_5 (11)

A média diária de mortes no Brasil aumentou quase 9% entre os meses de março e maio na pandemia. Um levantamento feito pela empresa de serviços em saúde Head in Health indica um crescimento de 8,96%, o equivalente a 300 novos óbitos por dias.

 

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, em 2019, a média diária no trimestre foi de 3.358 óbitos. Neste ano, ela passou para 3.659. Essa alta é puxada pelos casos de coronavírus, que já provocaram a morte de mais de 87 mil pessoas no Brasil.

Fonte: Bahia Noticias.

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia