WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
afrojapa

radio up

iris calcados
abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

:: ‘Covid’

Rui Costa decreta toque de recolher na Bahia por sete dias

Governador em reunião virtual com o prefeitos para tratar de edidas restritivas contra o coronavírusFoto: Elói Corrêa/Govba

ruicosta

Com aumento do risco de colapso no sistema de saúde devido à elevação de internações pela Covid-19, o governo do Estado decretará toque de recolher em quase toda a Bahia a partir de sexta-feira, 19. Inicialmente, a medida será válida por sete dias, das 22h às 5h, e não será aplicada somente nas regiões Oeste e dos municípios de Irecê e Jacobina, segundo o governo.

:: LEIA MAIS »

Secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas testa positivo para covid-19

Titular da pasta da saúde divulgou resultado do seu exame positivo para o coronavírus
 Secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas testa positivo para covid-19

O secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas Boas, informou na tarde desta terça-feira, através de suas redes sociais, que testou positivo para a covid-19.

Ele permanecerá em isolamento, em casa, cumprindo agenda virtual de trabalho. Ele está apenas com sintomas leves e fazendo uso de medicamentos sintomáticos.

De acordo com o próprio Fábio, esta é a primeira vez em todo o período da pandemia que ele testou positivo para o vírus. Inicialmente, o teste rápido detectou a infecção, que foi posteriormente confirmada pelo teste RT-PCR do Lacen.

Ontem (15), o boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) sobre a Covid-19 registrou 63 óbitos e 1796 novos casos da doença.

Correio da Bahia

Vacina da Moderna pode ser eficaz com apenas meia dose, diz estudo

100% dos participantes que receberam a vacina desenvolveram anticorpos, não importando a dosagemReprodução

Vacina da Moderna pode ser eficaz com apenas meia dose, diz estudo

Apenas meia dose da vacina da Moderna seria suficiente para induzir a produção de anticorpos. É o que mostram os resultados dos estudos fase 2 do imunizante ublicados na revista científica Vaccine,

Na pesquisa com 600 participantes, que foram divididos em dois grupos de acordo com a idade (18 a 55, e acima de 55), doses completas, meia dose e placebos foram distribuídos aleatoriamente. Os pacientes receberam o reforço 28 dias depois.

Segundo os responsáveis pelo levantamento, 100% dos participantes que receberam a vacina desenvolveram anticorpos, não importando a dosagem. Os efeitos adversos mais comuns foram dor no local da injeção, dor de cabeça, fadiga e dor no corpo. Nenhum evento grave foi registrado.

Uma próxima fase do estudo deve avaliar exatamente qual é a diferença entre a resposta depois de meia dose e uma dose inteira. Caso sejam satisfatórios, os resultados abrem uma nova possibilidade para a vacinação, podendo imunizar o dobro de pessoas com a mesma quantidade de medicamento.

A Tarde

Estudo aponta que umidade gerada pela máscara protege contra Covid grave

Item diminui a carga viral inalada, o que pode estar relacionado à gravidade da doença. - Foto: Reprodução

Além de evitar que partículas do vírus contaminem outras pessoas, a máscara diminui a carga viral inalada, o que pode estar relacionado à gravidade da doença. O uso é uma das recomendações feitas com mais frequência ao redor do mundo para evitar a transmissão do coronavírus.

Pesquisadores do Instituto Nacional de Saúde, nos Estados Unidos, descobriram mais uma forma como a máscara oferece benefícios contra a Covid-19. A umidade criada por respirar dentro do item pode ajudar o organismo a combater o vírus.

Quanto maior o nível de umidade no ar inalado, mais hidratado fica o trato respiratório. A ação, além de promover a limpeza do muco que reveste a região, ainda incentiva o sistema imunológico a produzir proteínas que agem contra vários vírus.

“Altos níveis de umidade já mostraram ser responsáveis por mitigar a severidade da gripe, e podem ter relação com a severidade da Covid-19 usando o mesmo mecanismo”, explica Adriaan Bax, o cientista responsável pelo levantamento, ao site EurekAlert. O estudo foi publicado na revista científica Biophysical Journal.

Foram testadas máscaras N95, cirúrgicas com três camadas, de poliéster e algodão com duas camadas, e de algodão grosso. As medidas foram feitas em várias temperaturas, e se detectou uma umidade maior nos climas mais frios.

As máscaras de algodão grosso foram as melhores neste estudo. O levantamento não incluiu informações sobre qual item filtra melhor as partículas do vírus.

A Tarde

‘Corremos o risco de ter colapso no sistema de saúde’, alerta governador Rui Costa

Ele informou que diversos hospitais estão com 100% dos leitos ocupados

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

ruii
O governador Rui Costa demonstrou preocupação com a situação da pandemia do novo coronavírus na Bahia. Durante a entrega de obras no município de Entre Rios, neste sábado (13), Rui disse temer um colapso pelos altos números de internações.
No local, ele frisou que “se continuar esse ritmo de crescimento da doença na Bahia, em duas ou três semanas nós podemos estar pior do que estávamos em julho do ano passado e corremos o risco de ter colapso no sistema de saúde”.
De acordo com o governador da Bahia, vários hospitais do estado estão com 100% dos leitos ocupados por pacientes com covid-19.

Aplicação da 2ª dose da vacina contra covid começa nesta terça (16) em Salvador

Serão imunizados trabalhadores da linha de frente e idosos abrigados

Aplicação da 2ª dose da vacina contra covid começa nesta terça (16) em Salvador

A aplicação da segunda dose da vacina Coronavac em trabalhadores de saúde da linha de frente contra a pandemia e idosos que vivem em abrigos começa nesta terça-feira (16) em Salvador. Esses foram os primeiros grupos vacinados na capital, ainda em janeiro. A ação segue especificações do laboratório responsável pela fabricação do imunizante, que determina que a dose de reforço deve ser injetada 28 dias após a primeira aplicação.

Conforme o cronograma divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), as doses estarão disponíveis para os trabalhadores da saúde em 14 postos fixos: USF Itapuã, Centro de Saúde Péricles Laranjeiras (Fazenda Grande do Retiro), USF Imbuí, CSU Castelo Branco, Centro de Saúde Nelson Piauhy Dourado (Águas Claras), Centro de Saúde Virgílio de Carvalho (Bonfim), USF Colina de Periperi, USF Vista Alegre, USF Tubarão, CSU Pernambués, USF San Martin III, USF Vale do Matatu, USF Resgate e Arena Fonte Nova (parte de cima/superior).

Além disso, dois drive-thrus serão montados para a iniciativa, sendo um na Arena Fonte Nova e outro no Centro de Convenções, na Boca do Rio.

Todos os pontos de campanha funcionarão das 8h às 17h, e a expectativa é que aproximadamente 1,4 mil pessoas recebam a segunda dose nesta terça (16). Equipes móveis vão visitar abrigos para vacinar os idosos.

Cartão de vacinação
A campanha seguirá no decorrer da semana nesses locais e as pessoas que receberão a segunda dose do imunizante devem buscar os pontos de vacinação na data agendada no cartão de vacina. É necessário, portanto, a apresentação de um documento oficial com foto e o cartão de vacina.

 Em quase um mês de campanha, a capital baiana alcançou mais de 112 mil pessoas vacinadas contra a Covid-19.  Conforme dados do Vacinômetro (vacinacovid. saude. salvador. ba. gov. br), 75% do público imunizado são trabalhadores de saúde, enquanto os demais 25%, idosos.

Falta da 2ª dose de vacina contra Covid preocupa Ministério da Saúde

vacina covid

Membros do Ministério da Saúde observam com cuidado o risco de o país não ter vacinas para a aplicação da 2ª dose e para a continuidade da campanha, mesmo com as recentes articulações para compra de insumos para produção e de vacinas prontas contra a Covid-19,

:: LEIA MAIS »

Bahia é o segundo estado que mais recebeu doses de cloroquina para tratar Covid-19

Medicamento usado no tratamento e profilaxia de malária e no tratamento do Lúpus, foi amplamente distribuída pelo governo federal para “tratamento precoce” do Covid-19.Divulgação

Bahia é o segundo estado que mais recebeu doses de cloroquina para tratar Covid-19

Mesmo sem nenhuma comprovação científica da suas eficácia, e com diversos efeitos adversos relatados, a cloroquina, medicamento usado no tratamento e profilaxia de malária e no tratamento do Lúpus, foi amplamente distribuída pelo governo federal para “tratamento precoce” do Covid-19.

De acordo com levantamento da CNN Brasil, o estado da Bahia foi o segundo com o maior número de doses recebidas do fármaco, com 112.5 mil doses, atrás apenas do Rio Grande do Sul, que recebeu 129.5 mil. Os recursos para a produção das 420 mil doses enviadas nestes 5 meses foram utilizados do fundo emergencial para o combate à pandemia. Desde maio do ano passado, o Ministério da Saúde recomenda o tratamento precoce da doença com hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina.

Em estudo recente publicado pela revista cientifica Cochrane, principal referência nesse tipo de análise científica, a eficácia do medicamento em casos de Covid-19 foi descartada. De acordo com a publicação, a hidroxicloroquina “claramente não afetou a quantidade de mortes, provavelmente não alterou quantas pessoas precisaram de ventilação mecânica, pode não ter afetado quantas pessoas ainda testavam positivo para o vírus após 14 dias”.

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou o prazo de 15 dias para que o Exército e o Ministério da Saúde justifiquem a produção de cloroquina e a sua distribuição aos estados.

Boletim Covid: 18.551 casos confirmados e 17.908 recuperados

De acordo com o Boletim epidemiológico desta quinta-feira (11), o município registra 18.551 casos confirmados da Covid-19, dos quais: 17.908 estão recuperados e 358 ainda estão apresentando sintomas e seguem em recuperação – 39 estão internados em Vitória da Conquista; dois, em outros municípios; e 317 em tratamento domiciliar.

Outros 969 casos notificados por suspeita de infecção pela Covid-19 aguardam por classificação final. Destes, 931 esperam pela investigação laboratorial e 38 pelo resultado do exame RT-PCR das amostras encaminhadas para análise no Lacen Estadual.

Ainda nesta quinta (11), foram confirmados dois falecimentos de pacientes por complicações da Covid-19.

284º óbito – Homem de 58 anos, morador do Alto Maron, portador de Hipertensão. Foi internado no dia 23 de janeiro no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde faleceu em 29 de janeiro. O óbito só foi comunicado hoje à Secretaria Municipal de Saúde.

285º óbito – Homem de 73 anos, morador do bairro Urbis IV, portador de Hipertensão. Estava internado desde o dia 11 de janeiro no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde faleceu em 10 de fevereiro.

Ocupação de Leitos – Neste momento, 83 pacientes estão internados em parte dos 148 leitos disponíveis (78 enfermarias e 70 leitos de UTI) na rede SUS para tratamento de pacientes confirmados ou com suspeita de infecção pelo novo Coronavírus. Além de moradores de Vitória da Conquista, também estão internados residentes dos seguintes municípios:

…Leia na íntegra

Em condição rara causada pela Covid-19, paciente tem dedos amputados na Itália

Em condição rara causada pela Covid-19, paciente tem dedos amputados na Itália

Foto: Reprodução / European Journal of Vascular and Endovascular Surgery

Em rara reação à doença, ma paciente de 86 anos infectada pela Covid-19 teve três dedos amputados após a doença deixá-los necrosados.

De acordo com o portal Extra, do jornal O Globo, a idosa testou positivo para o coronavírus em abril do ano passado. Os médicos, que publicaram relatório na revista médica “European Journal of Vascular and Endovascular Surgery”, afirmaram que essa necrose é uma condição que faz com que o tecido corporal morra e fique preto.

A mulher tinha histórico de problemas com coagulação. Ela sofreu de síndrome coronariana aguda, doença que bloqueia repentinamente o sangue fornecido ao músculo cardíaco, em março de 2020. Para tratar isso, profissionais prescreveram terapia antiplaquetária dupla.

Contudo, outros testes revelaram que a responsável por causar o bloqueio do sangue para os seus dedos foi a Covid-19. A amputação foi feita para evitar complicações futuras. Responsáveis pelo relatório, os médicos Giuseppe P. Martino e Giuseppina Bitti classificaram a condição como “dedos covidais” e uma “manifestação vascular severa”.

Em dezzembro, um morador de Bournemouth, na Inglaterra, também alegou ter sofrido com situação semelhante. Ele teve de amputar a perna por causa de um coágulo sanguíneo com risco de vida, e diz que isso foi causado pelo coronavírus.

Bahia Notícias

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia