WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
afrojapa

radio up

iris calcados
abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

:: ‘Covid’

João Acaiabe, o Tio Barnabé, morre vítima da covid-19

Ator estava internado desde 15 de março tratando a doença

tio

O ator João Acaiabe, de 76 anos, conhecido pelo papel de Tio Barnabé no Sítio do Picapau Amarelo, morreu vítima da covid-19, na madrugada desta quinta-feira (1). Ele estava internado no Hospital Prevent Senior, em São Paulo,  tratando o vírus desde o dia 15 de março.

João ganhou destaque na televisão por viver personagens como Tio Barnabé no Sítio do Picapau Amarelo entre os anos de 2001 e 2006, exibido pela rede Globo e também o Seu Pimpinonni na nova versão da telenovela Uma Rosa com Amor, além do Chefe Chico no remake de Chiquititas exibido entre os anos de 2013 e 2015. O ator também tem longa carreira no cinema. Seu trabalho mais recente foi dando voz ao Rafiki na versão live action de O Rei Leão.

Recentemente, o ator tinha revelado que estava vivendo um situação financeira complicada por causa dos trabalhos que caíram com a pandemia do coronavírus. Ele teve uma queda de 80% em sua renda. “Eu sou contator de histórias e agora é de uma importância incrível pra mim. Eu sou ator, meu setor vai demorar o maior tempo pra voltar e eu também não quero expor as pessoas”, explica.

A atriz Vanessa Goulartt usou suas redes sociais para prestar uma homenagem a ele: “Acaiabe, que você tenha uma passagem iluminada, que a sua doçura fique como exemplo para todos nós. Você me mandava mensagens diariamente para saber da minha avó, quando íamos imaginar que você também seria levado por esse vírus cruel. Te desejo toda luz e todo amor, e para os que me leem não duvidem nem por um minuto do poder devastador dessa pandemia. Protejam-se, pensem em si, pensem em todos… Que Deus nos proteja”, escreveu na publicação.

Correio da Bahia

Anvisa autoriza uso emergencial da vacina da Janssen contra Covid-19

Com a decisão da agência, a vacina pode agora ser aplicada na população brasileira.

Anvisa autoriza uso emergencial da vacina da Janssen contra Covid-19

Foto: Arquivo | AFP

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou nesta quarta-feira, 31, o uso emergencial da vacina da Janssen contra o novo coronavírus. O imunizante é produzido pela farmacêutica da Johnson & Johnson. Com a decisão da agência, a vacina pode agora ser aplicada na população brasileira.

Quatro dos cinco membros da Diretoria Colegiada da agência já se manifestaram a favor do uso temporário do imunizante, garantindo a maioria necessária para aprovação do uso emergencial – apenas o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, ainda não votou.

A Janssen havia solicitado o uso emergencial de seu imunizante contra a Covid-19 no Brasil na quarta-feira, 24.

A entrega de 38 milhões de doses do imunizante, que faz parte do Plano Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, deve começar em julho – até setembro, devem ser entregues 16,9 milhões de doses; depois, de outubro a dezembro, são esperadas mais 21,1 milhões de doses.

Com 160 óbitos, Bahia tem recorde de mortos por covid-19 em 24h

Maior número desde o início da pandemia em um boletim epidemiológico havia sido no dia 26 de março

cemitério

Foto: Divulgação | Secretaria de Comunicação de Salvador

A Bahia registrou 160 óbitos por Covid-19, nesta quarta-feira, 31, um novo recorde de mortes pela doença contabilizados em 24 horas. Até então, o maior número desde o início da pandemia em um boletim epidemiológico havia sido no dia 26 de março, quando houve registro de um total de 155.

:: LEIA MAIS »

Mortes entre jovens com Covid-19 crescem 447% na Bahia

A faixa etária de 30 a 39 anos teve um incremento de 553% no comparativo das mortes ocorridas em novembro de 2020 e março de 2021.

Tribuna da Bahia, Salvador

Foto: Leopoldo Silva / Agência Senado

Mais de 331 mil jovens entre 20 e 39 anos contraíram o coronavírus (Covid-19) na Bahia desde o início da pandemia. Ao analisar o número de óbitos mensais nesta faixa etária, identifica-se um aumento de 447% no comparativo de março deste ano com novembro de 2020.

“Em apenas quatro meses, o número de óbitos nesse grupo cresceu vertiginosamente. Por serem a base da pirâmide da força de trabalho, naturalmente estão mais expostos a infecção, porém ao não utilizarem a máscara, se recusarem a manter o distanciamento social e não higienizarem as mãos com frequência, agravam a situação”, afirma o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

Seja na capital ou no interior, quem participa das festas do tipo “paredão”, quando são usados grandes aparelhos de som automotivos, tem o risco aumentado para a infecção em virtude da aglomeração de pessoas. “A Covid-19 é uma doença traiçoeira, pois não há um perfil definido de quem terá sintomas leves ou graves, ainda que as comorbidades como obesidade, diabetes e hipertensão sejam elementos para agravar a situação. Ainda sim, há jovens que não sentem nada e outros que são intubados e morrem, o mesmo ocorrendo com idosos”, destaca o titular da pasta estadual da Saúde.

Sozinha, a faixa etária de 30 a 39 anos teve um incremento de 553% no comparativo das mortes ocorridas em novembro de 2020 e março de 2021. Já os jovens entre 20 e 29 anos tiveram um aumento de 250% no mesmo período.

 Vacinação

Desde o início da pandemia, já morreram mais de 15 mil baianos e o mês de março de 2021 é o mais letal para todas as faixas etárias, exceto para quem tem 80 anos ou mais. “A inflexão do número de óbitos nas faixas etárias mais altas é resultado, ainda que incipiente, da vacinação. É preciso que o Ministério da Saúde acelere o envio de doses, garantindo a imunização da população o mais rápido possível”, ressalta Vilas-Boas, ao pontuar ainda que “o governador Rui Costa adquiriu 9,7 milhões de doses da Sputnik V para vacinar todos acima de 60 anos e profissionais da educação e segurança, o que contribuirá significativamente para acelerar o calendário de imunização na Bahia”, finaliza.

 

Com 1.412.664 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), dos quais 309.629 receberam também a segunda dose, até as 15 horas da última segunda (29), a Bahia é um dos estados do país com o maior número de imunizados. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Ministério da Saúde recebe mais 5 milhões de doses da CoronaVac do Butantan

Fonte: Brasil 61

O Instituto Butantan liberou mais 5 milhões de doses da CoronaVac ao governo federal. Os imunizantes serão incorporados ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), ou seja, vão ser distribuídos de forma igualitária aos estados e municípios pelo Ministério da Saúde.

As doses entregues neste mês de março somam 19,3 milhões. Até o fim de abril, o total de vacinas estipulado pelo Butantan somará 46 milhões.

De acordo com o governo do estado de São Paulo, a previsão é que o instituto entregue mais 54 milhões de doses para vacinação até o dia 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades.

Atualmente, 85% dos imunizantes disponíveis no País contra a Covid-19 são do Butantan, que afirma que a produção “segue em ritmo constante e acelerado”.

Pfizer diz que sua vacina contra covid é 100% eficaz para faixa de 12 a 15 anos

Laboratórios vão solicitar autorização para uso do imunizante na faixa etária

Pfizer diz que sua vacina contra covid é 100% eficaz para faixa de 12 a 15 anos

A Pfizer anunciou nesta terça-feira, 31, que sua vacina contra a covid-19 desenvolvida junto à BioNTech é 100% eficaz para adolescentes de 12 a 15 anos. Por isso, os laboratórios, nas próximas semanas, vão solicitar à Agência de Alimentos e Drogas (FDA, na sigla em inglês) e à Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) autorização para uso do imunizante na faixa etária agora testada.

“Compartilhamos a urgência de expandir a autorização de nossa vacina para uso em populações mais jovens e somos encorajados pelos dados de ensaios clínicos de adolescentes com idades entre 12 e 15 anos”, diz Albert Bourla, presidente e CEO da Pfizer, em nota. “Planejamos enviar esses dados ao FDA como uma emenda proposta à nossa autorização de uso emergencial nas próximas semanas e a outros reguladores em todo o mundo, com a esperança de começar a vacinar essa faixa etária antes do início do próximo ano letivo”, acrescenta.

 De acordo com o comunicado disponibilizado à imprensa, o ensaio com adolescentes de 12 a 15 anos envolveu 2.260 pessoas. Delas, 1.129 foram do chamado grupo de placebo, com 18 confirmações de covid-19. No grupo vacinado, com 1,131 adolescentes, ninguém contraiu a doença. Os efeitos colaterais relatados foram “geralmente consistentes” com aqueles observados em participantes de 16 a 25 anos de idade.

A vacina contra o novo coronavírus da Pfizer em parceria com a BionNTech é a única a ter autorização para uso definitivo no Brasil, mas, até o momento nenhuma dose do imunizante foi administrada no País. Nos Estados Unidos, o laboratório tem autorização apenas de uso emergencial.

Correio da Bahia

Salvador inicia vacinação em idosos com 64 anos e PMs nesta quarta-feira

Os pacientes em hemodiálise também continuam sendo vacinados com a primeira dose nesta quarta

Foto: Rafael Martins | Ag. A TARDE

Salvador inicia vacinação em idosos com 64 anos e PMs nesta quarta-feira

Será iniciada nesta quarta-feira, 31 a vacinação contra a Covid-19 em idosos com 64 anos, em Salvador. Nascidos de 31 de março de 1956 a 30 de setembro de 1956, o público alvo deve comparecer aos postos no período de 13h às 17h (confira os pontos abaixo).

:: LEIA MAIS »

Ministério da Saúde recebe mais 5 milhões de doses da vacina do Butantan

Butantan já enviou ao Ministério da Saúde mais de 30 milhões de doses do imunizante

Vacina-Covid-696x464-1

Foto: Divulgação | Sesab

O governador João Doria acompanhou, nesta segunda-feira, 29, a liberação de mais 5 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan contra o coronavírus para uso em todo o país. É a maior remessa em um único dia disponibilizada em março. Somente neste mês, foram entregues até agora 19,3 milhões de doses – quantitativo maior do que o disponibilizado em janeiro e fevereiro juntos.

“Com muita alegria, São Paulo e o Butantan disponibilizam mais cinco milhões de doses da vacina, a vacina da vida, a vacina do Butantan, para todo o Brasil. Estamos muito felizes por estarmos ajudando na imunização e a salvar milhões de vidas em todo Brasil”, destacou Doria.

Com o novo carregamento, o total de imunizantes oferecidos por São Paulo ao PNI (Programa Nacional de Imunizações) chega a 32,8 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro. Até o fim de abril, o total de vacinas garantidas pelo Butantan ao país somará 46 milhões.

O Butantan ainda trabalha para entregar outras 54 milhões de doses para vacinação dos brasileiros até o dia 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades. Atualmente, 85% das vacinas disponíveis no país contra a COVID-19 são do Butantan.

A produção da vacina segue em ritmo constante e acelerado. No último dia 4, uma remessa de 8,2 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), correspondente a cerca de 14 milhões de doses, desembarcou em São Paulo para produção local.

Outros 11 mil litros de insumos enviados pela biofarmacêutica Sinovac, parceira internacional no desenvolvimento do imunizante mais usado no Brasil contra a COVID-19, chegaram ao país em fevereiro.

O Butantan formou uma força-tarefa para acelerar a produção de doses da vacina para todo o país. Uma das medidas foi dobrar o quadro de funcionários na linha de envase para atender a demanda urgente por imunizantes contra o coronavírus.

Vacina Brasileira: Butantan prevê 40 milhões de doses da Butanvac a partir de julho

Pedido para início dos estudos clínicos deve ser feito ainda hoje

Vacina Brasileira: Butantan prevê 40 milhões de doses da Butanvac a partir de julho

Após o anúncio da Butanvac, vacina brasileira produzida pelo Instituto Butantan, uma entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (26) deu mais detalhes sobre o imunizante. Um pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) será feito ainda hoje para iniciar os estudos clínicos com voluntários.

“Protocolaremos esse material ainda hoje e vamos dialogar intensamente com a Anvisa para que ela perceba a importância da autorização do início desses estudos clínicos o mais rapidamente possível, para que possamos em um mês e meio, dois meses e meio, terminar essa fase de avaliação clinica e iniciar a produção”, afirmou o diretor do Instituto, Dimas Covas.

A expectativa é que, uma vez obtida a autorização, os testes possam ser iniciados em abril. Desta forma, a produção em massa do imunizante teria início ainda em maio.

Segundo Dimas Covas, os primeiros estudos da vacina começaram a ser feitos há exatamente um ano, em março de 2020. O imunizante foi desenvolvido com matéria-prima brasileira e utiliza tecnologia similar à usada na vacina da gripe.

“Essa vacina será integralmente produzida aqui, nós não dependeremos de nenhum insumo, da importação de nenhum insumo, é uma tecnologia que já existe. Essa tecnologia é a mesma que é usada para a produção da vacina da gripe”, disse.

Resumo:

  • Obtida a autorização da Anvisa, testes começam em abril
  • Produção começa em maio e 40 milhões de doses podem ser entregues a partir de julho
  • Entregas serão feitas até o fim de 2021
  • A vacina será 100% brasileira
  • Pesquisa começou há exatamente um ano, no dia 26 de março de 2020
  • Butantan já tem em mãos os lotes necessários para começar os estudos clínicos
  • Tecnologia é a mesma da vacina da gripe, mais barata do que as outras vacinas anti-covid
  • Além de ser mais barata, tecnologia permite vacinação em apenas uma dose
  • Pedido de autorização se refere às fases 1 e 2 de testes da vacina, nas quais serão avaliadas segurança e capacidade de promover resposta imune com 1.800 voluntários.
  • Na fase 3, até 9.000 pessoas irão participar e a etapa vai estipular a eficácia.

Bahia receberá nova remessa de vacinas nesta sexta-feira; serão mais 347 mil doses

Vacina-Covid-696x464-1

Mais 347 mil doses de vacina contra Covid-19 chegarão à Bahia nesta sexta-feira (26). O voo comercial trazendo a nova remessa tem previsão de pouso no aeroporto de Salvador por volta das 10h. Do total de doses, 141 mil foram produzidas pela Fiocruz e 206 mil pelo Butantan. Com esta carga, a Bahia totalizará 2.039.947 doses de imunizantes recebidos desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa.

Com 1.213.020 vacinados contra a Covid-19, dos quais 303.015 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta quinta-feira (25), a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. Na última terça-feira (23), a Bahia ultrapassou a marca de 1 milhão de baianos vacinados com a primeira dose da vacina contra o a doença.

As vacinas serão enviadas para o interior da Bahia em aeronaves do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar e da Casa Militar do Governador (CMG), após a organização das doses feita pela equipe da coordenação de imunização do estado. Elas serão encaminhadas para as centrais regionais no interior da Bahia e depois despachadas para os municípios.

…Leia na íntegra

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia