WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
afrojapa

radio up

iris calcados
março 2021
D S T Q Q S S
« fev    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: ‘mundo’

Bebê nasce com Covid-19 e vírus sofre mutação em apenas cinco dias

Médicos decidiram fazer sequenciamento genético, que revelou o mesmo vírus na mãe e na criança - Foto: Divulgação | ND

 

Na Suécia, um bebê nasceu com Covid-19 e o vírus sofreu mutação em cinco dias. Depois de um parto de emergência, uma vez que a mãe estava sentindo fortes dores abdominais e a criança tinha batimentos cardíacos baixos (o que significa falta de oxigênio), foi constatado que os dois estavam com a doença.

Os médicos decidiram fazer o sequenciamento genético, que revelou o mesmo vírus na mãe e na criança. Proteínas do coronavírus também foram encontradas na placenta, que se mostrava danificada pela infecção e inflamada.

O bebê foi isolado da mãe. De acordo com os profissionais de saúde responsáveis pelo caso, o sistema imunológico foi ativado durante o parto, e ele conseguiu combater o vírus sozinho.

A mulher não teve sintomas, e foi liberada quatro dias depois do parto. Foi feito mais um sequenciamento genético no bebê durante o quinto dia, e os resultados surpreenderam: o vírus já havia sofrido mutação.

“Pelo que sabemos, este é o primeiro caso de mudança genética do coronavírus na situação única de transmissão mãe-feto antes do parto”, escreve Mehreen Zaigham, um das responsáveis pelos pacientes, em artigo publicado no site The Conversation.

A rapidez na qual a mutação ocorreu também acendeu um alerta para os pesquisadores. O estudo sobre o caso foi publicado na revista científica The British Journal of Obstetrics and Gynecology.

Os especialistas alertam que o caso, apesar de raro, deve ser analisado e o acompanhamento de pacientes gestantes deve ser intensificado. “Talvez elas devem ser consideradas um grupo de risco mais importante do que são hoje”, escreve Zaigham.

 

Onda de frio deixa ao menos 20 mortos e 5 milhões sem energia nos EUA

por Folhapress

Onda de frio deixa ao menos 20 mortos e 5 milhões sem energia nos EUA

Foto: Reprodução/ Twitter @ajplus

A queda das temperaturas na região central e Sul dos Estados Unidos deixou dezenas de mortos e mais de 5 milhões de pessoas sem luz devido à sobrecarga da rede elétrica, de acordo com as autoridades locais.

Tempestades de neve atingiram até mesmo alguns estados que estão pouco acostumados com tanto frio, como o Texas.

De acordo com o jornal The New York Times, pelo menos 20 pessoas morreram nos últimos dias devido à exposição às baixas temperaturas ou em tentativas de sobreviver ao frio.

Em Houston, no Texas, uma jovem morreu após inalar monóxido de carbono por deixar o carro ligado na garagem para se aquecer, segundo a publicação. Uma pessoa em situação de rua também foi encontrada morta na cidade.

Mais de 5 milhões de pessoas sofriam com a falta de luz no país. O principal estado afetado foi o próprio Texas, onde mais de 4,1 milhões estavam sem luz em meio ao aumento da demanda por aquecimento na madrugada desta terça-feira (16), segundo o site PowerOutage.us.

“A rede elétrica do Texas não foi afetada. A capacidade de algumas empresas de gerar energia foi congelada”, disse o governador do Texas, Greg Abbott, em rede social. “Elas estão trabalhando para que a geração [de energia] volte à normalidade”.

A companhia de energia elétrica Ercot, que opera no Texas, disse que está fazendo rodízios controlados para dar conta da alta demanda.

No entanto, residentes do estado reclamam que os cortes têm sido prolongados. Stephen Streiker, morador da cidade de Irving, disse na segunda à noite ao jornal The Washington Post que estava sem energia elétrica havia mais de 28 horas.

“Qualquer tipo de aquecimento que nós tínhamos no nosso apartamento se foi”, disse Streiker à publicação. “Sobraram um pacote de baterias e velas e o calor de um cachorro salsicha… Vamos ter que sair daqui”.

Em meio à falta de luz, as autoridades tiveram de fechar postos de vacinação contra a Covid-19 em partes do Texas. Já em outros locais do estado, a falta de luz e falhas em geradores comprometeram o estoque de imunizantes que necessitam ser armazenados em temperaturas mais baixas em refrigeradores especiais.

A fim de aproveitar as vacinas antes que elas vencessem, foi preciso distribuir às pressas 8.400 doses para vacinar pessoas em hospitais da região, segundo Lina Hidalgo, juíza do condado Harris, onde fica localizada a cidade de Houston.

“Àqueles que estão sem energia, eu sei que vocês estão frustrados”, afirmou Hidalgo. “A situação deve piorar antes de melhorar. É alta a possibilidade de que faltará luz para essas pessoas até que o tempo melhore, o que deve demorar alguns dias”.

Na cidade de Abilene, também no Texas, a queda de energia provocou interrupções em três estações de tratamento de água, informou o New York Times. As autoridades locais pediram à população que economizasse energia para que o serviço pudesse ser restabelecido mais rapidamente.

A situação fez o presidente Joe Biden declarar emergência na segunda-feira (15) e liberar assistência federal para o Texas.

As temperaturas previstas para o estado variam entre -2º C e -22º C. Os aeroportos de Houston foram fechados devido ao frio e à neve.

O termômetro chegou a marcar -25°C em Oklahoma City, no estado de Oklahoma, -35º C em Norfolk, em Nebraska. Hibbing, no estado de Minnessotta, teve seu dia mais frio já registrado, com -39º C.

Segundo o Washington Post, um tornado provocado pela onda de frio atingiu o ainda estado da Carolina do Norte na segunda-feira, deixando ao menos três mortos e dez feridos.

Ainda de acordo com o jornal da capital americana, a onda de frio levou a rede de supermercados Walmart a fechar mais de 500 lojas no país “para a segurança dos nossos funcionários e consumidores”.

Em Little Rock, no estado do Arkansas, as autoridades locais planejam transformar uma arena multiuso em abrigo temporário para pessoas em situação de rua.

No estado da Louisiana, o frio também gerou cortes de luz, além de bloqueios de estradas. Cerca de 110 mil casas e estabelecimentos comerciais no estado ficaram sem luz na segunda à noite.

Milhões de pessoas também ficaram sem luz devido ao frio no México, informou a Reuters.

De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia, as baixas temperaturas registradas nos EUA se devem a uma massa de ar vinda do Ártico.

A previsão é que o frio continue nos próximos dias, e uma tempestade de neve está prevista para chegar na quarta-feira (17) ao Texas e a outros estados da região.

Estudo aponta que umidade gerada pela máscara protege contra Covid grave

Item diminui a carga viral inalada, o que pode estar relacionado à gravidade da doença. - Foto: Reprodução

Além de evitar que partículas do vírus contaminem outras pessoas, a máscara diminui a carga viral inalada, o que pode estar relacionado à gravidade da doença. O uso é uma das recomendações feitas com mais frequência ao redor do mundo para evitar a transmissão do coronavírus.

Pesquisadores do Instituto Nacional de Saúde, nos Estados Unidos, descobriram mais uma forma como a máscara oferece benefícios contra a Covid-19. A umidade criada por respirar dentro do item pode ajudar o organismo a combater o vírus.

Quanto maior o nível de umidade no ar inalado, mais hidratado fica o trato respiratório. A ação, além de promover a limpeza do muco que reveste a região, ainda incentiva o sistema imunológico a produzir proteínas que agem contra vários vírus.

“Altos níveis de umidade já mostraram ser responsáveis por mitigar a severidade da gripe, e podem ter relação com a severidade da Covid-19 usando o mesmo mecanismo”, explica Adriaan Bax, o cientista responsável pelo levantamento, ao site EurekAlert. O estudo foi publicado na revista científica Biophysical Journal.

Foram testadas máscaras N95, cirúrgicas com três camadas, de poliéster e algodão com duas camadas, e de algodão grosso. As medidas foram feitas em várias temperaturas, e se detectou uma umidade maior nos climas mais frios.

As máscaras de algodão grosso foram as melhores neste estudo. O levantamento não incluiu informações sobre qual item filtra melhor as partículas do vírus.

A Tarde

Guiné declara novo surto de ebola; situação pode gerar epidemia

AFP

Vírus matou mais de 11.300 pessoas entre 2013 e 2016 na África Ocidental | Foto:Cellou Binani | AFP - Foto: Cellou Binani | AFP

Ao menos três pessoas morreram na Guiné devido a um novo surto de febre hemorrágica do Ebola, cinco anos depois do fim do surto anterior, informou neste domingo, 14, o chefe da agência de saúde da Guiné, Sakoba Keita. O caso pode gerar uma ‘nova situação de epidemia’.

:: LEIA MAIS »

Japão deve descartar milhões de doses da vacina da Pfizer por falta de seringas adequadas

Japão deve descartar milhões de doses da vacina da Pfizer por falta de seringas adequadas

Foto: Reprodução/Pebmed

Milhões de japoneses poderão não receber a vacina contra Covid-19 conforme o cronograma do país devido à falta de seringas especializadas para retirar seis injeções de cada frasco. Com a escassez do item, doses do imunizante da Pfizer correm o risco de serem descartadas.

Até o momento, o Japão garantiu 144 milhões de doses da vacina desenvolvida pela farmacêutica americana, o que seria suficiente para imunizar 72 milhões de pessoas. A conta supõe que cada frasco contenha seis aplicações. O problema é que as seringas padrão do país não conseguem extrair a última injeção, de acordo com a ministra da Saúde, Norihisa Tamura, de acordo com a Época.

Considerada ideal, a oferta da seringa de baixo “espaço morto”, cujos êmbolos estreitos podem expelir qualquer sobra de vacina, é insuficiente para cumprir com o programa de imunização elaborado pelo governo. Por conta disso, os vacinadores terão de usar a seringa padrão, capaz de aproveitar apenas cinco doses por frasco, o que daria para aplicar o imunizante em 60 milhões de japoneses.

“Usaremos todas as seringas que temos que podem tirar seis doses, mas, é claro, não será suficiente à medida que mais injeções forem administradas”, disse a ministra de Súde à agência de notícias Kyodo.

O governo já solicitou que fabricantes de equipamentos médicos aumentem a produção de seringas especializadas. O país não é o único a enfrentar a escassez do objeto, o que indica que haverá competição pelo produto. Estados Unidos e União Europeia também sinalizaram a falta de seringas com pouco “espaço morto”.

“Quando o contrato foi feito, não tínhamos certeza de que um frasco poderia ser usado para seis doses. Não podemos negar que demoramos para confirmar isso”, disse um funcionário do Ministério da Saúde ao Ji Press.

A expectativa é que a imunização no Japão comece ainda neste mês, enquanto aguarda a aprovação dos órgãos regulatórios. Conforme o cronograma, cerca de 10 mil a 20 mil profissionais de saúde que atuam na linha de frente serão os primeiros vacinados. Depois, outros 3,7 milhões de trabalhadores da área receberam o imunizante a partir de meados de março.

Já os cerca de 36 milhões de idosos com mais de 65 anos devem ser vacinados a partir de abril. Outras 8 milhões de pessoas com problemas de saúde pré-existentes e mais 7,5 milhões de japoneses com idade entre 60 e 64 também terão prioridade. A população em geral só deve começar a ser imunizada em julho.

Espanha tem número diário de mortes por Covid-19 mais alto desde abril

espanha

A Espanha confirmou, nesta terça-feira, 2, mais 724 mortes por Covid-19, o maior número em 24 horas desde 8 de abril do ano passado. De acordo com informações do Ministério da Saúde, o total de vítimas da doença, desde o começo da pandemia, chegou a 59.081.

Os dados oficiais dão conta que foram 29.064 novos casos do coronavírus desde segunda-feira, 1º, elevando o total desde março de 2020 a 2.851.869. Para conter a chegada das variantes do coronavírus no país, o governo anunciou que vai proibir a entrada, por via aérea, de pessoas do Brasil e da África do Sul, exceto cidadãos espanhóis e residentes da Espanha e ou de Andorra.

A medida entrou em vigor nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira, 3, e vai vigorar por 14 dias.

A Tarde

Incêndio atinge laboratório na Índia que fabrica vacinas contra covid-19

india

Um incêndio atingiu o Terminal do “Serum Institute of India” na cidade de Pune. O laboratório é considerado o maior fabricante de vacinas do mundo e é responsável pela fabricação da Covishield, desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, que podem ser exportadas ao Brasil.

Segundo o site The Times Of India, as chamas atingiram um prédio em construção. Com isso, as doses das vacinas, tal qual sua produção, não foram afetadas.

Tribuna da Bahia

Joe Biden toma posse como novo presidente dos EUA

baiden

O democrata Joe Biden tomou posse nesta quarta-feira (20) como novo presidente dos EUA, após vencer as eleições em novembro, derrotando o então presidente Donald Trump. Tanto Biden como a vice, Kamala Harris, fizeram o juramento em cerimônia no Capitólio, em Washington.  “Juro solenemente que vou desempenhar com fidelidade o cargo de presidente dos Estados Unidos. Farei tudo que estiver ao meu alcance para preservar, proteger e defender a Constituição”, disse o agora líder da Casa Branca, com uma das mãos sobre uma Bíblia.

:: LEIA MAIS »

Com recorde de mortes e funerárias sob pressão, Portugal começa novo lockdown

por Giuliana Miranda | Folhapress

Com recorde de mortes e funerárias sob pressão, Portugal começa novo lockdown

Após três semanas de crescimento acelerado dos casos de Covid-19 que deixaram o país com a quarta maior taxa de letalidade por milhão de habitantes da União Europeia, Portugal entra nesta sexta-feira (15) em um novo período de confinamento geral.

Além dos hospitais, os serviços funerários estão sob pressão: nunca, neste país de pouco mais de 10 milhões de habitantes, morreu tanta gente ao mesmo tempo. Somando-se os óbitos por Covid aos ocorridos por outras razões, a média diária de mortes tem sido superior a 500 pessoas há nove dias consecutivos. Algo inédito.

Portugal também vive um inverno rigoroso, algo pouco comum, e a onda de frio, segundo especialistas, contribui para o aumento da cifra. Nesta semana, já houve dois dias com mais de 600 mortes. Segundo o Instituto Nacional de Estatística, há mais de 40 anos essa marca não era atingida. As últimas vezes ocorreram em 14 e 15 de junho de 1981, após uma onda de calor sem precedentes.

Sobrecarregadas, as funerárias portuguesas já pedem ajuda. Carlos Almeida, presidente da Associação Nacional das Empresas Lutuosas, pediu aos hospitais que aumentem a capacidade de área refrigerada para armazenamento de corpos. “Já há cadáveres em salas refrigeradas a uma temperatura não ideal, mantida com ar condicionado”, afirmou ele à agência Lusa.

Atualmente, há filas para enterros e cremações em várias partes do país. Em Lisboa, a espera pela cremação pode chegar a 72 horas. Normalmente, esse prazo não ultrapassava 24 horas.

Em uma tentativa de travar o crescimento de infecções e mortes, Portugal volta agora a um lockdown semelhante ao implementado em março e abril. Quase todo o setor de comércio e serviços fechará as portas outra vez, incluindo salões de beleza, academias de ginásticas e atividades culturais. Restaurantes passam a funcionar apenas com serviço para viagem.

Dessa vez, porém, o governo optou por manter escolas e universidades abertas.

Embora o tema não tenha sido consenso, o premiê António Costa (Partido Socialista) justificou a decisão com “a necessidade de não voltar a sacrificar a atual geração de estudantes”.

Oficialmente, as medidas têm validade de 15 dias, e após esse período é preciso renová-las. O primeiro-ministro já adiantou, no entanto, que elas não devem durar menos de um mês.

Além das escolas, seguem abertas igrejas e outros templos religiosos, ainda que com restrições de lotação e medidas de proteção e distanciamento social obrigatórios. O esporte profissional, incluindo o campeonato nacional de futebol, também não será interrompido –não haverá público nos estádios.

Devido ao pleito presidencial, no dia 24, está prevista uma liberdade especial de circulação aos eleitores.

Após um período inicial de bom controle da pandemia, o governo tem sido criticado nesta nova alta de infecções. Enquanto outros países europeus escolheram apertar as restrições no Natal, Portugal foi no sentido inverso e afrouxou as regras no período entre 23 e 26 de dezembro.

Não houve, por exemplo, limite máximo de pessoas para as celebrações nem proibições de viagens.

Mesmo com a intensificação das restrições no Ano Novo, especialistas veem consequências graves na decisão de flexibilizar as medidas no período do Natal. Desde março, Portugal registrou 517.806 casos confirmados e 8.384 mortes por Covid-19.

Jogos Olímpicos 2021: Japoneses não querem os Jogos em Tóquio este ano

Tribuna da Bahia, Salvador
11/01/2021 06:30 | Atualizado há 2 horas e 37 minutos

olimpiadas

Foto: Clive Rose/Getty Images


Cerca de 80% dos japoneses acreditam que as Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio, em julho e agosto, deveriam ser canceladas ou remarcadas, segundo pesquisa da Kyodo News. A consulta feita por telefone no último fim de semana foi conduzida enquanto o país asiático está lutando contra o aumento de novos casos de coronavírus.

O resultado da pesquisa saiu no mesmo dia em que o Ministério do Saúde do Japão divulgou que outra nova variante do novo coronavírus foi encontrada no país. A nova cepa mutante, que é parcialmente semelhante a diferentes variantes relatadas no Reino Unido e na África do Sul, foi detectada em quatro pessoas infectadas que chegaram do Brasil, disse o ministério, segundo o jornal Japan Times.

Na pesquisa da Kyodo News , 35,3% dos japoneses pediram o cancelamento dos Jogos de Tóquio, enquanto 44,8% disseram que o evento deveria ser adiado novamente. Os jogos estavam programados para acontecer no ano passado, mas foram reprogramados devido à pandemia. A abertura dos Jogos Olímpicos está prevista para 23 de julho de 2021.

checkup day

mari marinho

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia