WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
flash day

sindy mega radio

iris calcados
novembro 2020
D S T Q Q S S
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

:: ‘mundo’

Advogado de Maradona critica demora da ambulância e dos cuidadores do ex-craque

Advogado de Maradona critica demora da ambulância e dos cuidadores do ex-craque

Foto: Reprodução / Instagram Matias Morla

O advogado de Maradona, Matias Morla, publicou um texto nas redes sociais nesta quinta-feira (26) criticando o socorro dado ao ex-craque ao sofrer a parada cardiorrespiratória em sua casa que ocasionou na sua morte. O ídolo argentino morreu nesta quarta (25) aos 60 anos. Segundo ele, a ambulância demorou para chegar no local e apontou falta de controle das pessoas que cuidavam da saúde do ex-jogador.

“É inexplicável que durante 12 horas meu amigo não teve atenção ou controle do pessoal de saúde dedicado a esses fins. A ambulância demorou mais de meia hora para chegar, o que foi uma idiotice criminosa”, acusou.

De acordo com as investigações, o sobrinho de Maradona foi o último a vê-lo com vida.

O velório de Diego Maradona está acontecendo nesta quinta (26) na Casa Rosada, sede do governo da Argentina, em Buenos Aires (leia mais aqui). Cerca de 1 milhão de pessoas são esperadas no local para o último adeus ao ídolo.

Leia o texto de Morla:

“Hoje é um dia de profunda dor, tristeza e reflexão. Sinto no coração a partida do meu amigo, a quem honrei com minha lealdade e apoio até o último de seus dias.

Despedi-me dele pessoalmente e o velório deverá ser um momento íntimo e familiar.

Quanto ao relatório da Promotoria de San Isidro, é inexplicável que durante 12 horas meu amigo não teve atenção ou controle do pessoal de saúde dedicado a esses fins.

A ambulância demorou mais de meia hora para chegar, o que foi uma idiotice criminosa.

Este fato não deve ser esquecido e peço que as consequências sejam investigadas até o fim. Como Diego me disse: você é meu soldado, aja sem piedade.

Para definir Diego neste momento de profunda desolação e dor posso dizer: ele foi um bom filho, foi o melhor jogador de toda a história e foi uma pessoa honesta.

Descanse em paz irmão.”

EUA batem recorde de casos de Covid-19 pelo 2º dia seguido

estados

Os Estados Unidos bateram o recorde de casos diários do Covid-19 pelo 2º dia seguido na última quarta-feira, 11. De acordo com o monitoramento da Universidade John Hopkins, mais de 140 mil novos casos foram registrados.

As novas subidas, indício claro de uma segunda onda, tem pressionado os sistemas de saúde até o limite com o crescimento das hospitalizações. De acordo com dados do Covid Tracking Project (CTP), a última quarta também apresentou o recorde de hospitalizações desde o início da pandemia com 65.368 internamentos. Até esta semana, o recorde era do dia 15 de abril com 59.940 casos.

“Hoje estabelecemos novos recordes para casos de Covid-19 e hospitalizações em um único dia. Tivemos também o maior número de mortes em meses”, tuitou o diretor de saúde global da Escola de Medicina da Universidade de Columbia, em Washington, Craig Spencer. 1.431 óbitos foram registrados, maior número desde o mês de agosto.

A tendência do aumento segue a opinião de especialistas no combate ao vírus que haviam advertido que haveria crescimento no contágio durante o outono e o inverno no país e que o frio e as chuvas contribuiriam para a propagação do vírus. Desde o início da pandemia os Estados Unidos já registraram 241.689 óbitos, mais do que qualquer outro país do mundo. Em 2º lugar vem o Brasil com 163.406 óbitos.

A Tarde

Bahia aguarda posição dos russos sobre testes da Sputinik V

por Matheus Caldas

Bahia aguarda posição dos russos sobre testes da Sputinik V

Foto: iStock

O fornecimento pelo governo da Bahia da Sputnik V, imunizante russo contra a Covid-19, ainda não tem data marcada para acontecer. De acordo com o secretário da Saúde do Estado (Sesab), a razão é a falta de dada para que sejam realizados os estudos clínicos na Bahia.

Segundo o titular da pasta, a previsão era que o processo de testagem acontecesse no país entre dezembro e janeiro – inicialmente, a projeção era que as primeiras remessas chegassem em novembro, após autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e demais órgãos responsáveis para uso da substância. “A Anvisa está em conversa [com os russos]. Eles disseram que seria dezembro e janeiro. Mas ainda não houve comunicação”, explicou Vilas-Boas, em entrevista ao Bahia Notícias.

Itália reforça restrições após recorde de novos casos diários do coronavírus

Por: AFP

italis

O primeiro-ministro Giuseppe Conte anunciou, neste domingo, 25, novas restrições na Itália depois que o país registrou um recorde de novos casos diários de coronavírus, apesar da oposição de vários governos regionais e protestos nas ruas pelo toque de recolher.

Cinemas, teatros, academias e piscinas deverão fechar sob as novas regras que entrarão em vigor na segunda-feira, enquanto bares e restaurantes terão que deixar de servir às 18h, disse o gabinete do primeiro-ministro.

A Itália registrou um recorde de cerca de 20 mil novos casos de coronavírus nas últimas 24h. O país, o primeiro da Europa duramente afetado pela pandemia, totaliza 500 mil casos e 37 mil mortos.

Três regiões com as cidades mais populosas adotaram um toque de recolher nos últimos dias: Lazio (Roma, centro), Lombardia (Milão, noroeste) e Campanha (Nápoles, sudoeste). Ao menos outras duas regiões, Piamonte (norte) e Sicília (sul) seguirão os mesmos passos nessa semana.

Na madrugada de sábado para domingo, dezenas de manifestantes de extrema direita protestaram contra o toque de recolher e enfrentaram as forças de ordem no centro histórico de Roma.

Os manifestantes esperaram até um minuto antes da meia noite para lançar fogos de artifício com as cores da bandeira italiana contra a polícia. Sete deles foram detidos e dois policiais ficaram feridos, segundo o jornal La Repubblica.Em Nápoles, foram registrados incidentes na noite anterior, quando jovens que se opõem ao toque de recolher enfrentaram as forças de ordem, exigindo compensações financeiras por não poder trabalhar.

Mundo: Quase 42,7 milhões de pessoas já foram contaminadas pela Covid-19

A Tarde

Por AFP

mundo

A pandemia de coronavírus provocou ao menos 1.151.077 mortes no mundo desde que o escritório da OMS na China notificou a aparição da doença em dezembro, segundo um balanço estabelecido pela AFP neste domingo, 25, às 08h de Brasília, com base em fontes oficiais.

Desde o início da pandemia, mais de 42.694.790 pessoas contraíram a doença. Delas, ao menos 28.991.400 se recuperaram, segundo as autoridades.

Este número de casos diagnosticados positivos reflete apenas uma parte do total devido às políticas díspares dos diferentes países para o diagnóstico. Alguns só o fazem com aqueles que precisam de hospitalização e, em grande parte dos países pobres, a capacidade de testes é limitada.

No sábado foram registrados no mundo 5.765 novas mortes e 466.838 casos. Os países que que registraram mais óbitos, segundo os últimos balanços oficiais, são Estados Unidos com 906, Índia (578) e Brasil (432).

A quantidade de mortos nos Estados Unidos aumentou para 224.906, com 8.578.063 contágios. As autoridades consideram que 3.406.656 pessoas se recuperaram.

Depois dos Estados Unidos, os países com mais vítimas mortais são Brasil, com 156.903 mortos e 5.380.635 casos, Índia com 118.534 mortos (7.864.811 casos), México com 88.743 mortos (886.800 casos) e Reino Unido com 44.745 mortos (854.010 casos).

Entre os países mais afetados, o Peru registra a maior taxa de mortalidade, com 103 mortos a cada 100.000 habitantes, seguido pela Bélgica (93), Espanha (74), Bolívia (74). A China, sem considerar os territórios de Hong Kong e Macau, registrou um total de 85.790 pessoas infectadas, das quais 4.634 morreram e 80.891 se recuperaram totalmente.

Neste domingo às 08h00 de Brasília e desde o início da pandemia, América Latina e Caribe totalizam 390.870 mortes (10.897.051 casos), Europa 261.395 (8.685.099), Estados Unidos e Canadá 234.826 (8.791.791), Ásia 165.627 (10.153.519), Oriente Médio 56.245 (2.424.331), África 41.102 (1.709.040) e Oceania 1.012 (33.967).

Este balanço foi realizado com dados das autoridades nacionais coletados pelos escritórios da AFP e com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Devido às correções das autoridades ou à publicação tardia dos dados, o aumento dos números publicados nas últimas 24 horas pode não corresponder exatamente com os do dia anterior.

OMS: evolução da pandemia na Europa provoca grande preocupação

europa

Por AFP

A evolução da pandemia de Covid-19 na Europa é “muito preocupante”, mas a situação não é tão grave como a registrada há alguns meses, advertiu nesta quinta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“A evolução da situação epidemiológica na Europa provoca grande preocupação. O número de casos diários aumenta, as internações nos hospitais aumentam. A covid é atualmente a quinta causa de mortes e a marca de 1.000 mortes por dia foi alcançada”, afirmou o diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge.

Coronavírus tem aumento diário recorde de casos no mundo, alerta OMS

A Tarde

corona

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou um aumento diário recorde de casos no mundo de infecção da Covid-19 nesta quinta-feira, 8. O total do dia chegou a 338.779 em 24 horas, principalmente por conta de um surto de infecções na Europa.

Foram 96.996 casos novos diagnosticados na Europa, sendo o maior total no continente já registrado pela OMS. As mortes no mundo também aumentaram para 5.514 em um dia, totalizando 1,05 milhão.

O recorde anterior de novos casos registrados pela OMS foi no dia 2 de outubro, com 330.340 novas infecções. Já de fatalidades foi no dia 17 de abril, com 12.393 mortes.

Marte pode ser visto a olho nu nesta terça-feira

A Tarde

marte

Marte estará mais próximo da Terra e poderá ser visto a olho nu na noite desta terça-feira, 6. O fenômeno só irá se repetir daqui 15 anos, ou seja, em 2035.

O planeta estará a menos de 62,1 milhões de quilômetros da Terra. A maior distância já registrada entre os corpos celestes foi de 401 milhões. Caso o tempo ajude, Marte poderá ser visto a olho nu no ponto mais alto do céu por volta das 0h05. A depender da situação, Júpiter e Saturno também poderão ser vistos mais perto do horizonte.

Segundo o UOL, o encontro mais próximo possível entre os planetas é quando a Terra está mais distante do Sol e Marte está o mais próximo dele, o que deixaria os dois separados por um mínimo de 54,6 milhões de quilômetros. Denominado oposição, o evento acontece a cada dois anos ou mais e a abordagem mais próxima já registrada aconteceu em 2003, com apenas 55,7 milhões de diferença. Em 2018, o número chegou perto com 57,6 milhões.

Daqui a 15 anos, a distância mínima deve alcançar os 56,9 milhões de quilômetros. O momento é bastante esperado pelas organizações espaciais, que aproveitam a aproximação para realizarem expedições rumo ao planeta vermelho, com menos gasto de combustível.

Mundo ultrapassa a marca de 1 milhão de mortos por covid-19, diz universidade

covid

O mundo ultrapassou nesta segunda-feira (28) a marca de 1 milhão de mortes provocadas pelo novo coronavírus, segundo a Universidade Johns Hopkins. Os Estados Unidos e o Brasil são os países com os maiores números de óbitos.

:: LEIA MAIS »

OMS alerta sobre nova onda de contaminações de Covid-19 pelo mundo

A Tarde

coroteeewin

Diante o aumento do número de casos do novo coronavírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) soa um alerta no momento em que vários países europeus voltam a registrar novas ondas de contaminação. As informações são da coluna de Jamil Chade, colunista do Uol.

O mundo, no início da semana, registrou um recorde no número de novos casos registrados em 24 horas.

Os dois principais responsáveis da entidade apelaram nesta quarta-feira, 16, em Genebra, para que os governantes reforcem suas ações e insistam para a necessidade de a sociedade repensar suas prioridades, para que o mundo não retorne a situação de abril – início da pandemia.

“Há uma tendência preocupante, com o aumento de casos em alguns países”, disse Maria Van Kerkhove, diretora técnica da OMS. Ainda segundo ela, os saltos, em alguns casos, se assemelham às primeiras semanas da pandemia.

A agência destaca que a América do Sul continua sendo “duramente afetada” mesmo com números mostrando uma queda. Além disso, a especialista chama atenção para situação alarmante na França, Espanha e regiões dos EUA.

Mesmo com a queda da mortalidade, para a OMS as pessoas ainda necessitam avaliar o fato de que a ciência ainda não detectou o impacto do médio e longo prazo do vírus.

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia