WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
afrojapa

radio up

iris calcados
abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

:: ‘Notícia’

Prazo para contestar auxílio emergencial negado vai até o dia 12

O trabalhador que teve a nova rodada do auxílio emergencial negada tem até 12 de abril para contestar a decisão, informou o Ministério da Cidadania. Os pedidos devem ser feitos no Portal de Consultas da Dataprev, que fornece a relação de quem teve o benefício liberado em 2021.

A contestação, no entanto, não pode ser feita por qualquer beneficiário. Só pode pedir a reativação do benefício quem recebia o auxílio emergencial de R$ 600 ou a extensão de R$ 300 em dezembro do ano passado. O prazo para novos pedidos de benefícios acabou em 3 de julho do ano passado e não foi reaberto para a nova rodada.

O pedido de contestação pode ser feito após o trabalhador fazer a consulta no site da Dataprev, estatal que cadastra os dados dos beneficiários, e constatar que teve o benefício cancelado. Caso o resultado dê “inelegível”, a própria página oferecerá a opção de “contestar”, bastando o trabalhador clicar no botão correspondente.

O sistema aceitará somente pedidos considerados passíveis de contestação, que permitem a atualização das bases de dados da Dataprev, como data de nascimento errada, CPF não identificado e informações incorretas sobre vínculos empregatícios e recebimento de outros benefícios sociais e trabalhistas. O prazo de contestação começou no dia 2 e seguirá por dez dias corridos, até o próximo dia 12.

Blog da Resenha Geral

23ª Campanha de Vacinação contra a Gripe começa na próxima segunda (12)

Mais uma campanha anual de vacinação vai começar e, dessa vez, contra a Influenza, o vírus da gripe. A partir da próxima segunda-feira (12), até o dia 9 de julho, a meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos prioritários, a começar pelas crianças, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde.

A campanha de Influenza coincide com a imunização contra a Covid-19 e o Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas vacinas ao mesmo tempo. Por isso, a vacinação contra a gripe prioriza as pessoas contempladas no grupo prioritário e que ainda não foram vacinadas contra a Covid-19 ou que já foram anteriormente, mas respeitando o intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas.

A vacina influenza trivalente, produzida pelo Instituto Butantan, será utilizada para imunização do público-alvo. Este ano, para evitar aglomerações, a campanha não terá dia D. A vacinação será iniciada na próxima segunda (12) em todas as unidades de saúde da zona urbana e rural.

Confira quem faz parte dos grupos prioritários e as datas das três etapas de vacinação:

1ª FASE – a partir do dia 12 de abril: crianças, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores de saúde

2ª FASE – a partir do dia 11 de maio: idosos com 60 anos ou mais e professores

3ª FASE – Do dia 9 de junho até 9 de julho: pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e do exército, funcionários do sistema prisional, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Confira o Informe Técnico do Ministério da Saúde sobre a Campanha

Blog da Resenha Geral

Pessoas com sintomas de Covid-19 devem adiar vacinação por um mês

caso haja a confirmação do contágio da Covid-19, o recomendado é adiar a aplicação do imunizante por 30 dias para garantir que se encerre a janela de transmissão do vírus.

Febre, dor de cabeça, diarreia, desconfortos abdominais e sintomas gripais. Pessoas que apresentem sinais da Covid-19 ou que já tenham tido resultado positivo de um exame RT-PCR para o Sars-CoV-2 devem evitar tomar as vacinas disponíveis por, ao menos, um mês.

:: LEIA MAIS »

Covid-19: CoronaVac é eficaz contra variante brasileira, aponta estudo

Esse é o primeiro estudo que avalia a efetividade da vacina em locais onde a variante brasileira é predominante

Agência O Globo

corona

A vacina contra a Covid-19 CoronaVac se mostrou 50% efetiva em prevenir adoecimento pela doença 14 dias após a primeira dose, segundo uma análise interina que envolveu 67.718 trabalhadores de saúde em Manaus, onde a variante brasileira do coronavírus P1 é predominante.

Esse é o primeiro estudo que avalia a efetividade da vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório Sinovac em locais onde a variante brasileira é predominante.

O comunicado divulgado pelo infectologista Julio Croda, coordenador da pesquisa, informa que os dados relativos à efetividade duas semanas após a segunda dose continuarão a ser coletados ao longo das próximas semanas.

A pesquisa foi realizada pelo grupo Vebra Covid-19, integrado por pesquisadores de instituições brasileiras e internacionais e servidores das secretarias de saúde estaduais do Amazonas e de São Paulo e das secretarias de saúde municipais de Manaus e São Paulo.

 Além de análises de profissionais amazonenses, os pesquisadores pretendem ainda avaliar a eficácia da CoronaVac e da vacina Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fiocruz, em idosos de Manaus, Campo Grande e São Paulo.

Fiocruz triplica produção e prevê entrega de 18,4 milhões de doses até 2 de maio

Um novo acréscimo na produção é previsto com o início de um novo turno de trabalho

Tribuna da Bahia, Salvador

Foto: Bio-Manguinhos / Fiocruz

Por Marco Antônio Carvalho

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) passou a produzir 900 mil doses diárias da vacina contra a Covid-19, de acordo com comunicado divulgado nesta terça-feira, 6, pela instituição. O número é o triplo do que estava sendo fabricado no início de março. Até o dia 2 de maio, a Fiocruz prevê a entrega de 18,4 milhões de doses para distribuição pelo Ministério da Saúde aos Estados.

O acréscimo, vigente desde o fim de março, se deu pelo início da operação de uma segunda linha de produção no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fiocruz. Com 8,1 milhões de doses já entregues até 2 de abril, a fundação destacou que alcançará a marca total de 26,5 milhões de vacinas repassadas até o início de maio.

Um novo acréscimo na produção é previsto com o início de um novo turno de trabalho, que fará com que a produção diária chegue a 1,2 milhão de doses diárias. As entregas ao Programa Nacional de Imunização, coordenado pelo Ministério da Saúde, são feitas após o processo de controle de qualidade, procedimento que dura cerca de 20 dias e que é necessário para garantir a qualidade da vacina.

A Fiocruz diz que os rígidos protocolos podem alterar ocasionalmente as previsões semanais de entrega de doses. Na semana de 5 a 10 de abril, estava prevista a entrega de 3,2 milhões de doses, quantidade que foi reduzida para 2 milhões. As doses não entregues estão sob análise e deverão ser encaminhadas nas próximas semanas, esclareceu a fundação.

“O cronograma de entregas pactuado com o Ministério da Saúde está seguindo um esquema semanal e está sujeito à logística de distribuição definido pela pasta, além dos protocolos de controle de qualidade. Bio-Manguinhos/Fiocruz não está enfrentando qualquer problema técnico ou operacional na fábrica. Todos os equipamentos funcionam corretamente e as equipes de fabricação da vacina Covid-19 já dominam os processos de produção”, informou em comunicado público.

Fonte: Estadão Conteúdo

Conquista: Prefeitura implanta sistema de monitoramento da iluminação pública

Secom/PMVC

Com objetivo de reduzir custos e otimizar o serviço de iluminação pública em Vitória da Conquista, a Prefeitura Municipal está implantando o Sistema de Telegestão da Iluminação Pública. Neste primeiro momento, o sistema permitirá o monitoramento de aproximadamente 2.300 lâmpadas.

“Através de uma sala munida de equipamentos específicos, profissionais que estiverem na Secretaria Municipal de Serviços Públicos poderão verificar postes com lâmpadas queimadas e solicitar imediatamente o deslocamento de profissionais para manutenção”, explicou o secretário municipal de Serviços Públicos, Luís Paulo Sousa.

Outro benefício do acompanhamento a distância, será a identificação dos horários de menor movimento nas vias, o que permitirá redução da quantidade de iluminação. O sistema permitirá ainda a coleta e controle de dados elétricos como tensão, corrente e potência das lâmpadas.

Ilhéus: Defensoria discute medidas de ajuda para prostitutas durante a pandemia

Ilhéus: Defensoria discute medidas de ajuda para prostitutas durante a pandemia

Foto: Divulgação

Diversas profissionais do sexo de Ilhéus, no sul do estado, pediram ajuda a Defensoria Pública da Bahia (DP-BA), diante das dificuldades e os riscos que estão vivendo durante a pandemia da Covid-19. Em uma roda de conversa realizada pela instituição, as prostitutas falaram sobre suas vulnerabilidades. O objetivo da conversa foi encontrar soluções para os problemas.

“A condição de vulnerabilidade destas trabalhadoras aumentou, ainda mais, desde o começo da pandemia e os relatos apontaram que falta dinheiro até para comprar alimentos para sobreviver. Segundo elas, o número de clientes diminuiu e, os poucos que aparecem, não aceitam as condições impostas por elas, como o uso de máscaras, por exemplo”, relatou a psicóloga Marisa Silva, da Defensoria.

De acordo com a defensora pública Cristiane Barreto, a partir desta escuta, que aconteceu em pleno Mês da Mulher [dia 30 de março], percebe-se que a Rede Socioassistencial e de Proteção à Mulher do Município deve se articular para acolher e tentar minimizar as dificuldades e os riscos pelos quais elas passam.

“Além de aproximar a Defensoria das mulheres, esta conversa promoveu novas articulações em Rede para atendimento e acolhimento destas trabalhadoras que também tiveram suas atividades afetadas pela pandemia”, acrescentou a defensora.

Desde o início deste ano, a Câmara Municipal de Ilhéus defende a criação de um Auxílio Emergencial para os moradores que perderam as condições de trabalho e renda na pandemia. A possibilidade de tornar o Auxílio um projeto de lei vem sendo discutida com a Prefeitura.

“A Defensoria é a favor deste projeto e acompanhará todas as discussões sobre o tema. Estamos aqui para atuar de forma estratégica e para garantir o acesso da população aos seus direitos”, assegurou o coordenador da 3ª Regional da DP-BA, Leonardo Salles.

Bahia Notícias

Ubatã: Adolescentes vítimas de abuso entram em programa de proteção

por Francis Juliano

Ubatã: Adolescentes vítimas de abuso entram em programa de proteção

Foto: Reprodução / Giro em Ipiaú

Duas adolescentes, de 13 e 15 anos, vítimas de abuso sexual em Ubatã, no Médio Rio de Contas, Sudoeste baiano, estão em programa de proteção. A informação foi confirmada ao Bahia Notícias pela Polícia Civil nesta segunda-feira (5). O pai delas também está na mesma condição. A polícia também informou que posts ofensivos contra as adolescentes também são investigados. As mensagens ocorreram logo após a morte do empresário Eugenildo Almeida Nunes.

 

No último sábado (4), o empresário foi encontrado morto. Suspeito no caso, ele tinha tido a prisão temporária decretada e até então não se sabia o paradeiro dele. Nunes era investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Estado (MP-BA) dentro da Operação Cilada. Sites da região disseram que havia uma arma ao lado do corpo e uma carta em que ele dizia “não ser um monstro”. 

Parentes de Tom Veiga suspeitam de envenenamento e cogitam exumação de corpo

Família desconfia que intérprete de Louro José foi assassinado e citam dúvidas sobre testamento

tom

O ator Tom Veiga, intérprete do boneco de Louro José no programa Mais Você (TV Globo), de Ana Maria Braga, pode ter sido morto por envenenamento. É essa a suspeita levantada por familiares e pessoas próximas ao artista, de acordo com o colunista Leo Dias, do portal Metrópoles.

:: LEIA MAIS »

Anvisa aplica multas de R$ 15,2 mi em empresas por sobrepreço em medicamentos

Até março desde ano, 139 processos foram instaurados e aplicadas 64 multas aos agentes do setor farmacêutico

Foto: Américo Antônio / Sesa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta segunda-feira (5) que multou em R$ 15,2 milhões empresas do setor farmacêutico pela comercialização de sedativos e bloqueadores musculares destinados ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 acima do preço autorizado no Brasil.

Até março desde ano, 139 processos foram instaurados e  aplicadas 64 multas aos agentes do setor farmacêutico que comercializaram medicamentos com preços superiores ao autorizados pela Anvisa.

O monitoramento é feito desde 2020, quando foi criada uma força-tarefa para coibir abusos nos preços de medicamentos durante a pandemia. Fonte: G1

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia