WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
afrojapa

radio up

iris calcados
abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

:: ‘Notícia’

Brasileiro é povo que mais sente solidão na pandemia, aponta pesquisa

Para psicólogas, valorização do contato social em confronto com a necessidade de isolamento pode gerar sofrimento psíquico

Tribuna da Bahia, Salvador

O brasileiro é o povo que mais se sentiu solitário durante a pandemia, de acordo com pesquisa do Instituto Ipsos, que ouviu 23 mil pessoas de 28 países. Segundo o levantamento, 50% dos mil entrevistados no Brasil disseram que sentiram solidão “muitas vezes”, “frequentemente” ou “sempre”. Os turcos, indianos e sauditas também estão no topo desse ranking. Do outro lado, estão os holandeses como o povo que menos sofre de solidão.

:: LEIA MAIS »

Governo trabalha para estender auxílio para País superar situação, diz Bolsonaro

O governo prepara uma nova rodada do auxílio, mas por enquanto, com pagamento limitado a R$ 44 bilhões.

auxilio-1

Por Daniel Weterman e Thaís Barcellos

Falando para presidentes de países da América do Sul, o presidente da República, Jair Bolsonaro, citou nesta terça-feira, 16, que o governo brasileiro prepara uma nova rodada do auxílio emergencial até que o País consiga superar a “situação lamentável” de hoje. O chefe do Planalto participou de uma reunião remota extraordinária do Prosul – Foro para o Desenvolvimento e Progresso da América do Sul.

Na segunda-feira, 15, a média móvel diária de óbitos pela Covid-19 no Brasil bateu recorde pelo 17º dia consecutivo, chegando a 1.855, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa.

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 1.275 novos óbitos pela doença, fazendo o total de vítimas chegar a 279.602.

O governo prepara uma nova rodada do auxílio, mas por enquanto, com pagamento limitado a R$ 44 bilhões.

Durante sua fala, Bolsonaro não citou as medidas de isolamento social adotadas no País, por ele criticadas quando fala a apoiadores.

No discurso, fez referência a ações tomadas pelo governo no combate à pandemia e ao grande número de trabalhadores informais, público-alvo do auxílio emergencial. “Os pagamentos totalizaram mais de 50 bilhões de dólares. Neste momento, trabalhamos para estender esse, o auxílio emergencial do governo federal, por mais alguns meses, até que consigamos superar a situação lamentável que temos hoje”.

Fonte: Estadão Conteúdo

Fiocruz entrega mais de 1 milhão de doses de vacina a partir de quarta (17)

Até março, fundação vai entregar 3,8 milhões de doses

Vladimir Platonow, da Agência Brasil

vacina 2

Um lote com 1,080 milhão de doses de vacinas produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) será estregue esta semana ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). A informação foi divulgada nesta segunda-feira (15) pela Fiocruz.

 Serão disponibilizadas 500 mil doses na quarta-feira (17) e mais 580 mil até sexta-feira (19). Em março, segundo a Fiocruz, será entregue um total de 3,8 milhões de doses da vacinas. Na última sexta-feira (12), uma segunda linha de produção entrou em operação, o que vai permitir o aumento da capacidade produtiva de Bio-Manguinhos/Fiocruz. A expectativa é chegar até o final do mês com uma produção de cerca de 1 milhão de doses por dia.
 A vacina fabricada pela Fiocruz foi desenvolvida pela Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca. Para sua efetividade completa, ela necessita de duas doses, em um intervalo de oito a 12 semanas.
 A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o uso do imunizante inclusive para as novas variantes que vêm circulando no Brasil e em outros países, como a África do Sul. A vacina previne os casos graves e as hospitalizações por covid-19. De acordo com os estudos publicados sobre a vacina Oxford-AstraZeneca, sua eficácia geral é de 82%.

Covid-19: Brasil tem 20º dia seguido de recorde na média de mortes

Por Vitor Abdala | Agência Brasil

Teste 'drive-thru' para coronavírus

Teste ‘drive-thru’ para coronavírus

Levantamento é da FiocruzFoto:

Leopoldo Silva | Agência Senado

O país registrou nesta segunda-feira, 15, o 20º dia seguido de recorde no número de mortes por covid-19, segundo a média móvel de sete dias divulgada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O boletim Monitora Covid da Fiocruz mostra que a média de óbitos chegou a 1.841.

A média está 69,5% acima do número de um mês antes (1.086 óbitos) e é 50,3% superior ao registrado 14 dias antes (1.225). Na comparação com o pico de 2020, que ocorreu em 25 de julho, quando atingiu a marca de 1.096 mortes, o crescimento chegou a 67,9%.

A média móvel de sete dias da Fiocruz é calculada através da soma dos registros no dia e nos seis dias anteriores e da divisão do total por sete. Por isso, os números divergem daqueles apresentados pelo Ministério da Saúde, que apresenta apenas os óbitos registrados em um dia específico.

O total de casos chegou ontem a 66.849, segundo a média móvel de sete dias. As altas são de 19,4% em relação a 14 dias antes (55.977 casos) e de 46,9% na comparação com 30 dias antes (45.518).

Os casos, no entanto, estão 6,5% abaixo do recorde registrado no dia 13 de março (71.531).

União estende suspensão da prova de vida de servidores aposentados e pensionistas até 31 de maio

União estende suspensão da prova de vida de servidores aposentados e pensionistas até 31 de maio

O prazo foi estendido por causa da pandemia da Covid-19

Foto: Marcelo Casal Jr | Agência Brasil

A instrução normativa 32, do Ministério da Economia, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 16, traz a decisão da União de estender a suspensão da prova de vida de servidores federais aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis até 31 de maio de 2021.

A previsão inicial era manter a atualização cadastral suspensa até o fim deste mês de março, mas o prazo foi estendido por causa da pandemia da Covid-19. Com isso, nenhum benefício deve ser cortado. Até o fim de maio, também fica suspensa a realização de visitas técnicas para comprovação de vida.

Durante o período de suspensão desta atualização cadastral, as unidades de gestão de pessoas dos órgãos do Sistema de Pessoal Civil da Administração Pública Federal (Sipec) poderão receber solicitações de restabelecimento excepcional de pagamentos que tenham sido suspensos por motivos diversos. O beneficiário será informado por e-mail de que seu pedido foi aceito.

Cotada para a Saúde, Ludhmila Hajjar relata ameaça de morte: ‘Tentaram invadir o hotel’

Cotada para a Saúde, Ludhmila Hajjar relata ameaça de morte: 'Tentaram invadir o hotel'

Foto: Reprodução/CNN Brasil

Cogitada para assumir o Ministério da Saúde em lugar de Eduardo Pazuello, a médica cardiologista Ludhmila Hajjar relatou, nesta segunda-feira (15), em entrevista a CNN Brasil, ter sofrido ameaças de morte. Ela ainda relatou ter tido seu número de celular divulgado em diversos grupos de Whatsapp, além de perseguição dentro de um hotel onde estava hospedada em Brasília. 

“Eram três pessoas que diziam ter o número do meu quarto e que eu já estaria aguardando. Diziam ser parte da minha equipe. Repito, eu não temo. Só me assusto em saber que esse tipo de gente está atrapalhando a sociedade brasileira”, revelou a médica durante a entrevista. 

Em reunião com o presidente Jair Bolsonaro, Hajjar recusou o convite. Em entrevistas posteriores, a médica fez uma série de crítica ao modo de condução da pandemia no país. A médica defende o isolamento social, a vacinação em massa da população e é crítica do chamado “tratamento precoce”, que usa medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19, pautas que são o oposto das defendidas por Bolsonaro. 

Com a recusa da médica, outros nomes, tem sido lembrado. Dentre eles o cardiologista Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e o deputado federal Luiz Antonio Teixeira Jr. (PP-RJ), que é conhecido como “Dr. Luizinho”. 

Nascido em janeiro pode atualizar dados no Caixa Tem a partir de hoje

Procedimento pode ser feito totalmente pelo celular

Tribuna da Bahia, Salvador

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Às vésperas de retomar o pagamento do auxílio emergencial, a Caixa Econômica Federal convida os usuários do aplicativo Caixa Tem a atualizar os dados cadastrais no aplicativo. O procedimento pode ser feito a partir de hoje (14) pelos clientes nascidos em janeiro.

A atualização é feita inteiramente pelo celular, bastando o usuário seguir as instruções do aplicativo, usado para movimentar as contas poupança digitais. Segundo a Caixa, o procedimento pretende trazer mais segurança para o recebimento de benefícios e prevenir fraudes.

Ao entrar no aplicativo, o usuário deve acessar a conversa “Atualize seu cadastro”. Em seguida, é necessário enviar uma foto (selfie) e os documentos pessoais (identidade, CPF e comprovante de endereço).

O calendário de atualização seguirá um cronograma escalonado, conforme o mês de nascimento dos clientes. O cronograma continua na terça-feira (16) para os nascidos em fevereiro, na quinta-feira (18) para os nascidos em março, até encerrar em 31 de março, para os nascidos em dezembro.

Confira o cronograma completo abaixo:

No ano passado, a Caixa abriu mais de 105 milhões de contas poupança digitais, das quais 35 milhões para brasileiros que nunca tiveram contas em banco. Além do auxílio emergencial, o Caixa Tem foi usado para o pagamento do saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm).

Uma lei sancionada no fim de outubro autorizou a ampliação do uso das contas poupança digitais para o pagamento de outros benefícios sociais e previdenciários. Desde dezembro, os beneficiários do Bolsa Família e do abono salarial passaram a receber por essa modalidade.

Fonte: Agência Brasil

Butantan envia mais 3,3 milhões de doses de vacina ao governo

Medicamento foi entregue hoje ao Ministério da Saúde

Tribuna da Bahia, Salvador

O Instituto Butantan entregou hoje (15) ao Ministério da Saúde mais 3,3 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus. Ao todo, já foram fornecidos 20,6 milhões de doses do imunizante CoronaVac, desenvolvido em parceria com laboratório chinês Sinovac, para serem distribuídas a todas as regiões do país, através do Programa Nacional de Imunizações.

Pelo cronograma apresentado pelo Butantan, na próxima quarta-feira (17) deve ser enviada mais uma remessa com dois milhões de vacinas e, até o fim do mês, o instituto prevê fornecer um total de 22,6 milhões de doses. Até o fim de abril, a previsão é que tenham sido entregues 46 milhões de doses, conforme o contrato com o governo federal.

De acordo com o Butantan, a produção da vacina foi acelerada e o quadro de funcionários responsáveis pelo envase do produto foi dobrado.

Vacinação em SP

O último balanço do governo de São Paulo aponta que 3,8 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus já foram aplicadas em todo o estado, sendo mais de um milhão da segunda dose.

Fonte: Agência Brasil

Alemanha, França e Itália suspendem aplicação de vacina da AstraZeneca

Motivo da suspensão foram relatos de efeitos colaterais adversos após a aplicação do imunizante; Espanha também se juntou à lista

Alemanha, França e Itália suspendem aplicação de vacina da AstraZeneca

Três dos principais países da União Europeia, a França, a Itália e a Alemanha anunciaram nesta segunda-feira (15) a suspensão do uso da vacina da AstraZeneca/Oxford contra a covid-19.

O motivo para a interrupção das aplicações com o imunizante anglo-sueco são os relatos de formação de coágulos em pessoas que foram vacinadas.

A suspensão deverá se manter até que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) se posicione sobre a utilização da vacina.

“A decisão foi tomada (…) de suspender a vacinação da AstraZeneca por precaução e esperamos retomá-la rapidamente se a recomendação da EMA permitir”, disse Emmanuel Macron, presidente da França.

Outros países europeus, como Dinamarca, Noruega e Islândia também suspenderam o uso da vacina da AstraZeneca.

O Brasil ainda não confirmou oficialmente casos de coágulos em pessoas que foram imunizadas com a vacina, logo, não emitiu nenhum posicionamento sobre uma possível suspensão do uso.

Atualização às 13h45: a Espanha foi mais um país europeu que anunciou a suspensão das aplicações da vacina contra o coronavírus da Universidade de Oxford/AstraZeneca.

Com aval do papa, Igreja Católica proíbe benção a casais homossexuais

‘Deus não pode abençoar o pecado’, diz comunicado do Vaticano

Com aval do papa, Igreja Católica proíbe benção a casais homossexuais

O Vaticano decidiu nesta segunda-feira, 15, que a Igreja Católica não pode abençoar casais homossexuais porque Deus “não pode abençoar o pecado.” A Congregação para a Doutrina da Fé, o organismo doutrinário do Vaticano, emitiu a determinação em resposta a dúvidas e ações de algumas paróquias sobre a concessão de tais bênçãos como um gesto de acolhimento de católicos gays, já que a Igreja não permite o casamento homossexual.

A resposta, contida em uma explicação de duas páginas publicada em sete línguas, foi autorizada pelo papa Francisco. Segundo o decreto, homossexuais podem ser aceitos e podem receber bênçãos nas Igrejas. No entanto, a união entre pessoas do mesmo sexo não pode ser abençoada.

 O Vaticano afirma que os homossexuais devem ser tratados com dignidade e respeito, mas que o sexo homossexual é “intrinsecamente desordenado.” Os ensinamentos católicos indicam que o casamento entre um homem e uma mulher faz parte do plano divino e tem o propósito de criar uma nova vida. Visto que casais gays não fazem parte desse plano, eles não podem ser abençoados dentro da Igreja, diz o documento.

“A presença nessas relações de elementos positivos, que por si só são valorizados e apreciados, não pode justificar essas relações e transformá-los em objetos legítimos de bênção eclesiástica, uma vez que os elementos positivos existem no contexto de uma união não ordenada pelo plano do Criador”, diz a resposta.

Deus “não abençoa e não pode abençoar o pecado: Ele abençoa o homem pecador, para que ele possa reconhecer que faz parte de seu plano de amor e se deixar transformar por Ele”, acrescenta o texto.

 Francisco tem defendido que os casais homossexuais tenham proteções legais, mas no que diz respeito à esfera civil, não dentro da Igreja. Ele fez esses comentários em uma entrevista à estação de televisão mexicana Televisa em 2019, e o trecho foi ao ar no documentário Francesco, de 2020.

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia