WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
friperie

afrojapa

iris calcados
janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: 11/jan/2021 . 9:37

Enem terá regras para evitar contágio pelo novo coronavírus; veja quais

Mariana Tokarnia, da Agência Brasil

enem

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 devem estar atentos às regras para evitar o contágio pelo novo coronavírus. As medidas que devem ser adotadas tanto na aplicação do Enem impresso quanto do Enem digital estão previstas nos editais dos exames, e o descumprimento poderá levar inclusive à eliminação dos candidatos.

 A máscara de proteção facial será item obrigatório nesta edição do Enem. Além de precisar apresentar um documento oficial original com foto e de ter uma caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, quem não estiver de máscara não poderá fazer a prova.

Dentro de sala, os estudantes deverão permanecer com a máscara durante toda a realização do exame. O edital prevê que a máscara deve ser usada da maneira correta, cobrindo o nariz e a boca. Caso isso não seja feito, o participante será eliminado. Os candidatos poderão levar máscaras para trocar durante a aplicação, seguindo a recomendação de especialistas da área de saúde.

O equipamento de proteção poderá ser retirado apenas para a identificação dos participantes, para comer e beber. Toda vez que retirarem a máscara, os participantes não devem tocar na parte frontal dela, e devem, em seguida, higienizar as mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador. As mãos devem ser higienizadas também quando os participantes forem ao banheiro e no decorrer do exame.

 Outra regra é o distanciamento social. As salas, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), estarão dispostas de forma a assegurar a distância entre os participantes.
 Quem for diagnosticado com covid-19 ou apresentar sintomas da doença, ou de outra infectocontagiosa até a realização do exame deve comunicar o Inep pela Página do Participante e pelo telefone 0800 616161. Esses candidatos terão direito de participar da reaplicação do Enem nos dias 23 e 24 de fevereiro.

 

Calor e ar condicionado: combinação pode ser vetor de contaminação pela covid-19

Infectologistas recomendam a procura por outras maneiras para aliviar a alta temperatura no verão

ar

Como de costume, o verão baiano trouxe junto um calorão que faz a gente suar poucos minutos depois de um bom banho ou de colocar o pé para fora de casa. As estratégias para fugir da sensação térmica são as mesmas.  Além das praias, os baianos procuram lugares com ar condicionado para evitar agonia que é permanecer em uma temperatura tão alta.

:: LEIA MAIS »

Bahia é o segundo estado com menos mortes por covid-19 por 100 mil habitantes

Quanto ao número total de casos o estado ocupa a sétima posição.

Tribuna da Bahia, Salvador
11/01/2021 06:30 | Atualizado há 2 horas e 46 minutos

 Foto: Reuters / Pilar Olivares / Direitos Reservados


Por Yuri Abreu

Se o número de casos e de mortes pelo novo coronavírus na Bahia vem crescendo desde o final do novembro, quando do período eleitoral, o estado, em comparação com outras unidades federativas, vem apresentando índices satisfatórios com relação a quantidade de óbitos e registros positivos da doença, quando o enfoque é dado a parcela de pessoas infectadas a cada 100 mil habitantes.

Conforme os dados do site Brasil.io e que tem como base as secretarias estaduais de Saúde dos 26 estados e do Distrito Federal – os dados são do dia 9 de janeiro, a Bahia é o sétimo com relação ao número de casos por 100 mil habitantes. Foram 3.424 até a noite do último sábado, o que deixa o estado atrás de Pernambuco (2.401), Rio de Janeiro (2.648), Minas Gerais (2.761), Maranhão (2.838), Alagoas (3.226) e São Paulo (3.328). Neste ranking, o primeiro lugar é de Roraima, com 11.048 mortes a cada 100 mil habitantes.

Por outro lado, quanto ao número de mortes, também dentro do mesmo índice, a Bahia ocupa a segunda colocação, com 62,9 óbitos, atrás apenas do estado de Minas Gerais, que possui 59,15 a cada 100 mil habitantes. Os três primeiros colocados nesta triste estatística, por outro lado, são o Rio de Janeiro, com 153,77 mortes, Distrito Federal (142,42 óbitos) e o Amazonas – que atualmente vive uma das realidades mais dramáticas do país pela covid-19 –, com 134,73 mortes a cada 100 mil habitantes.

Porém, se forem considerados os números absolutos de casos e mortes do coronavírus, a Bahia sobe muitas posições em ambos os rankings. No primeiro, os 511.192 registros positivos da doença fazem com que o estado fique atrás apenas de São Paulo (1.540.513 casos), Minas Gerais (567.868) e Santa Catarina (518.805). Nos óbitos, a unidade da federação está em sétimo, com 9.392. À frente da Bahia, aparecem os estados de São Paulo (48.298 mortes), Rio de Janeiro (26.704), Minas Gerais (12.594), Ceará (10.150), Pernambuco (9.826) e Rio Grande do Sul (9.413).

BOLETIM

Em boletim divulgado ontem, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) informou que, nas últimas 24 horas, foram 1.649 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,3%) e 1.570 recuperados (+0,3%). Dos 512.841 casos confirmados desde o início da pandemia, 6.875 encontram-se ativos. Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (22,37%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100 mil habitantes foram: Ibirataia (10.514,63), Muniz Ferreira (8.636,49), Conceição do Coité (8.533,00), Jucuruçu (8.163,49) e Pintadas (8.096,20).

Quanto ao número de óbitos, o boletim deste domingo do órgão estadual contabilizou 32 mortes, que ocorreram em datas diversas – 25 desde o dia 1º de janeiro. desde o início da pandemia, o número total de óbitos pelo novo coronavírus, no estado é de 9.424, representando uma letalidade de 1,84%. Dentre os óbitos, 56,48% ocorreram no sexo masculino e 43,52% no sexo feminino.

Em relação ao quesito raça e cor, 55,03% corresponderam a parda, seguidos por branca com 19,26%, preta com 14,71%, amarela com 0,66%, indígena com 0,13% e não há informação em 10,22% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,85%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,61%).

 

 

 

Brasil tem 8,10 milhões de casos de covid-19 e 29,7mil nas últimas 24h

Total de pessoas recuperadas da doença chega a 7,16 milhões

Tribuna da Bahia, Salvador
10/01/2021 21:58 | Atualizado há 11 horas e 14 minutos

 Foto: Reginaldo Ipê / Tribuna da Bahia


O balanço divulgado neste domingo (10) pelo Ministério da Saúde registra 29.792 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 8.105.790 pessoas infectadas pela doença desde o início da pandemia.

Segundo o Ministério da Saúde, de ontem até às 18h de hoje (10) foram confirmadas 469 mortes em decorrência de complicações causadas pelo vírus. Com isso, o total de pacientes que perderam a vida chega 203.100 pessoas.

Ainda, de acordo com o ministério, 7.167. 651 pessoas (88,4%) já se recuperaram da covid-19. Outras 735.039 (9,1%) estão em acompanhamento e 2.603 casos continuam sendo investigados.

O balanço do ministério é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de Saúde e enviados à pasta para consolidação.

Covid-19 nos estados

São Paulo se mantém com o maior número de casos no país e chegou hoje (10) a 1.546.132 pessoas contaminadas, com 48.351 óbitos. Os outros estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (592.311), Santa Catarina (520.577) e Bahia (512.841). Já o Acre tem o menor número de casos (43.127), seguido de Roraima (69.732) e Amapá (70.902).

Fonte: Agência Brasil

Jogos Olímpicos 2021: Japoneses não querem os Jogos em Tóquio este ano

Tribuna da Bahia, Salvador
11/01/2021 06:30 | Atualizado há 2 horas e 37 minutos

olimpiadas

Foto: Clive Rose/Getty Images


Cerca de 80% dos japoneses acreditam que as Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio, em julho e agosto, deveriam ser canceladas ou remarcadas, segundo pesquisa da Kyodo News. A consulta feita por telefone no último fim de semana foi conduzida enquanto o país asiático está lutando contra o aumento de novos casos de coronavírus.

O resultado da pesquisa saiu no mesmo dia em que o Ministério do Saúde do Japão divulgou que outra nova variante do novo coronavírus foi encontrada no país. A nova cepa mutante, que é parcialmente semelhante a diferentes variantes relatadas no Reino Unido e na África do Sul, foi detectada em quatro pessoas infectadas que chegaram do Brasil, disse o ministério, segundo o jornal Japan Times.

Na pesquisa da Kyodo News , 35,3% dos japoneses pediram o cancelamento dos Jogos de Tóquio, enquanto 44,8% disseram que o evento deveria ser adiado novamente. Os jogos estavam programados para acontecer no ano passado, mas foram reprogramados devido à pandemia. A abertura dos Jogos Olímpicos está prevista para 23 de julho de 2021.

Edital para concurso da PF deve sair em janeiro, diz Bolsonaro

Agência Brasil

edital

Em Twitter publicado na manhã deste domingo, 10, o presidente Jair Bolsonaro informou que o edital para o concurso da Polícia Federal deve ser publicado ainda em janeiro.

Em dezembro, o Diário Oficial da União publicou autorização para a realização do concurso para o preenchimento de cargos na Polícia Federal. No total, o concurso prevê a disponibilização de 1,5 mil vagas de nível superior para os cargos de delegado, escrivão, papiloscopista e agente de polícia federal.

De acordo com a Portaria 14.358, que trata do assunto, o prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições será de até seis meses.

São 123 postos para delegado, 400 vagas para escrivão, 84 para papiloscopista e 893 para agentes.

O último concurso da PF foi realizado em 2018 e ofereceu 500 vagas de nível superior.

Termina nesta semana prazo para eleitor justificar ausência no 1º turno

Agência Brasil

URNA

O eleitor que não compareceu às urnas no primeiro turno das eleições municipais de novembro tem até esta semana para justificar a ausência. Caso o procedimento não seja realizado, será preciso pagar uma multa. Quem não regularizar a situação pode ficar sujeito a restrições.

:: LEIA MAIS »

Indonésia: vacina CoronaVac tem 65,3% de eficácia em testes no país

vac

A CoronaVac, vacina contra a Covid-19 da farmacêutica chinesa Sinovac, teve 65,3% de eficácia em testes realizados na Indonésia. Foi o que revelaram os resultados preliminares da última fase de testes do imunizante no país.

A vacina também é testada no Brasil, em parceria com o instituto Butantan, e sua eficácia foi de 78% para casos leves e de 100% contra mortes, casos graves e internações nos voluntários. Na Turquia, por exemplo, a CoronaVac teve 91,2% de eficácia contra o novo coronavírus. Se uma vacina tem 78% de eficácia para casos leves, isso significa dizer que 78% das pessoas que tomam a vacina ficam protegidas contra aquela doença.

A taxa mínima recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 50%. Na útima quinta-feira, 7, o Butantan solicitou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a aprovação emergencial do imunizante no Brasil.

A Tarde

raquel barros

raquel barros

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia