Padre foi preso após sequência de assaltos no Rio Grande do Sul | Foto: Reprodução - Foto: Reprodução

Um homem foi preso na tarde desta terça-feira, 2, após realizar assaltos, em estabelecimentos no municípios de Passo Fundo, Rio Grande do Sul. No entanto, a profissão do criminoso foi o que chamou a atenção das autoridades. Padre, Elizeu Lisbôa Moreira foi preso em flagrante depois dos roubos, em dois mercados e uma farmácia da cidade.

Segundo a polícia, utilizando um veículo da arquidiocese, avaliado em R$ 100 mil, o sacerdote realizou os crimes com uma arma de brinquedo.

“O mais chocado sou eu, claro. Na igreja o padre não é controlado diariamente pelo bispo e cada um tem suas atividades e responsabilidade individual. Nesses cinco anos que o conheço, ele nunca apresentou nenhum traço ou algo que pudesse levar a desconfiar de algo”, afirmou dom Rodolfo Luís Weber, responsável por celebrar a ordenação sacerdotal do suspeito.

Ainda conforme o arcebispo, Elizeu, que passa por uma acompanhamento psicológico, deixou de tomar uma medicação controlada há poucos dias, o que pode ter contribuído com a atitude surpreendente.

“Assim como muitas pessoas, ele realizava um tratamento e tinha um traço mais melancólico. Soubemos essa tarde que, há umas três semanas, ele tinha deixado de tomar por conta os medicamentos”, declarou.

Detido, o padre foi encaminhado para a Penitenciária de Passo Fundo, onde está sendo acompanhado por advogados. O caso está sendo investigado pelo Judiciário.

A Tarde