WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
conquista expo tatoo

friperie

afrojapa

iris calcados
julho 2021
D S T Q Q S S
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: 21/jul/2021 . 16:09

Vacinação contra Covid-19 já evitou até 55 mil mortes no Brasil, projeta Fiocruz

vacina 2

Um estudo divulgado pela Fiocruz projetou que a vacinação contra a Covid-19 pode ter evitado entre 40 mil e 55 mil mortes pela doença no Brasil. O número é expressivo mesmo diante da lentidão na imunização nacional, já que apenas 16% dos brasileiros tomaram as duas doses até o momento. O Brasil é a segunda nação com mais óbito no mundo causados pelo coronavírus, com 544 mil vítimas.

As internações pela infecção também sofreram baixas com projeções de uma redução de 96 mil a 117 mil casos graves de Covid. “É importante deixar claro que não se trata de uma análise científica rigorosa, mas sim de uma avaliação simplificada para obter estimativas da ordem de grandeza do impacto que já podemos ter alcançado com a campanha de vacinação”, afirmo Marcelo Gomes, responsável pelo estudo e especialista em saúde pública da Fiocruz.

“Os números reforçam e ilustram de forma mais palpável a eficácia das vacinas. Mostram como a vacinação faz toda a diferença na redução de casos graves e mortes e o quanto é importante voltar para tomar segunda dose.”

Apesar do otimismo na projeção, o avanço da variante Delta – mais transmissível e presente em nove estados brasileiros – preocupa os pesquisadores. A orientação é de continuar investindo emmedidas de prevenção, como uso de máscara e distanciamento social.

 

A Tarde

Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina no próximo sábado

Luciano Nascimento | Agência Brasil

Mensalmente, governo analisa os CPFs dos beneficiários para conferir se eles ainda se enquadram nos critérios para receber o auxílio.

auxilio

De acordo com a pasta, a contestação vai permitir uma nova análise com bases mais atualizadas dos dados da pessoa. O requerimento com o pedido de revisão deve ser feito pelo site do Ministério da Cidadania.

“Após ingressar com os dados de identificação e clicar na aba correspondente ao auxílio emergencial 2021, a pessoa deve clicar no botão: ‘contestar’. A partir daí, precisa aguardar até que seja realizada uma nova análise da situação do seu benefício”, informou a pasta.

Após a contestação, o pedido será reanalisado pela Dataprev. A partir daí, é preciso aguardar até que a nova análise da situação do benefício seja concluída.

Se a razão que motivou o cancelamento permitir contestação, o trabalhador poderá voltar a receber o benefício.

O ministério disse que caso não ocorra a aprovação por algum motivo de indeferimento definitivo, não será possível apresentar contestação, pois a situação que motivou o indeferimento não vai se alterar.

Pessoas que já tenham ficado inelegíveis para receber o auxílio antes e já tenham realizado a contestação, não poderão submeter nova contestação.

Já os bloqueios feitos a pedido dos órgãos de controle não podem ser contestados ainda, pois estão sob análise do Ministério da Cidadania e da Dataprev. Esse tipo e bloqueio é feito de forma preventiva.

“Posteriormente, é definido pela liberação ou cancelamento do benefício em definitivo. Não há prazo definido para divulgação do resultado”, disse o ministério.

Covid-19: média de mortes no Brasil atinge menor nível desde fevereiro

Vitor Abdala | Agência Brasil

Média móvel ainda é maior que todas as registradas em 2020 | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom\ Agência Brasil

O número de mortes diárias por covid-19 no país, segundo a média móvel de sete dias, divulgada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, chegou na terça-feira, 20, a 1.192. Esse é o menor patamar desde 27 de fevereiro, quando houve uma média de 1.178 óbitos.

De acordo com os dados da Fiocruz, as mortes também registraram quedas de 23,5% em relação a duas semanas antes e de 42,2% na comparação com um mês atrás.

A média de ontem está abaixo da metade do pico da pandemia anotado em 12 de abril deste ano, quando os óbitos diários atingiram 3.124. Apesar disso, ainda se encontra acima do número mais alto observado em 2020 (1.097 em 25 de julho daquele ano).

Casos

O número de casos, também segundo a média móvel de sete dias, chegou a 38.206 ontem, o menor nível desde 6 de janeiro (36.376). Foram observados recuos de 21,7% em relação a 14 dias antes e 48,1% na comparação com um mês atrás.

A média móvel de sete dias é calculada pela Fiocruz através da soma dos registros do dia em questão com os seis dias anteriores e da divisão do resultado por sete.

Bahia tem redução de mortalidade no trânsito em todas condições de vítimas, exceto motociclistas

por Jade Coelho

Bahia tem redução de mortalidade no trânsito em todas condições de vítimas, exceto motociclistas

Enquanto entre pedestres, ciclistas e ocupante de veículo as taxas de mortalidade por lesões de trânsito na Bahia registraram queda entre 2010 e 2019, o índice cresceu entre os motociclistas. Os dados são do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde (MS), e constam em um boletim divulgado pela pasta federal.

O documento indica que a taxa de mortalidade por lesões de trânsito total no estado era de 18,4 por 100 mil habitantes em 2010 e passou para 15,0 em 2019. Entre os ciclistas permaneceu nos mesmos 0,3; entre pedestres o indicador passou de 3,8 para 2,0;  e ocupantes de veículo de 6,3 para 4,5. Já entre motociclistas o número era de 3,7 e passou para 5,0 por 100 mil habitantes. :: LEIA MAIS »

Com novas remessas, Bahia totaliza 607.700 doses de vacinas recebidas nesta terça-feira

Com novas remessas, Bahia totaliza 607.700 doses de vacinas recebidas nesta terça-feira

Foto: Carol Garcia\GOVBA

Após receber mais de 211 mil doses de vacinas contra Covid-19 na madrugada de terça-feira (20), uma nova remessa de imunizantes chegou à Bahia na noite desta terça. O estado recebeu 314 mil doses da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, destinada para primeira e segunda aplicação.

Novas doses do imunizante da Pfizer também desembarcaram no aeroporto de Salvador. Foram 81.900 doses, totalizando 607.700 vacinas recebidas nesta terça-feira.

Com as novas remessas, a Bahia chegou ao total de 10.222.380 doses de vacinas recebidas, sendo 3.554.400 da Coronavac, 5.373.050 da Oxford/AstraZeneca, 1.040.130 da Pfizer e 254.800 da Janssen.

Gestantes não devem receber vacinas diferentes contra Covid-19, recomenda Sesab

Gestantes não devem receber vacinas diferentes contra Covid-19, recomenda Sesab

As mulheres que já têm mais de 45 dias de parida devem se vacinar com a segunda dose do mesmo imunizante que tomaram ainda gestantes. Esta é a posição do Plano Nacional de Imunizações e é a recomendação da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia.

Segundo a Sesab essa recomendação deve ser seguida enquanto não há estudos conclusivos acerca da eficácia e possíveis consequências da intercambialidade entre vacinas de laboratórios e tecnologias diferentes.

A pasta também ressalta que se a primeira dose tiver sido feita com a vacina da AstraZeneca, as mulheres devem aguardar o prazo pós parto de 45 dias para completar o esquema vacinal.

A imunização com vacinas da Oxford/AstraZeneca e Janssen-Cilag, de composição com vetor viral, para vacinação das gestantes e puérperas a partir de 18 anos continua suspensa. Para este público, a vacinação deverá ser realizada com as vacinas dos fabricantes Sinovac/Butantan e Pfizer/Wyeth.

A vacinação poderá ser realizada em qualquer trimestre da gestação e deve ser avaliada individualmente por cada paciente junto ao seu médico, para avaliação da relação risco-benefício.

Bahia Notícias

Covid-19: Brasil acumula 544 mil óbitos e 19,4 milhões de casos

Mais de 27 mil novos casos e 1.424 mortes foram notificados em 24h

Agência Brasil

covid

O Brasil registrou, nesta terça-feira (20), o total de 544.180 vidas perdidas em decorrência da covid-24. Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 1.424 mortes. Já o número de pessoas infectadas desde o início da pandemia é de 19.419.437. Entre ontem e hoje, foram registrados 27.592 novos diagnósticos positivos de covid-19.

Há ainda 750.636 casos em acompanhamento, situação em de pessoas acompanhadas por equipes de saúde e que ainda podem evoluir para diferentes quadros da covid-19, inclusive graves. Nas últimas duas semanas, esse índice vem caindo progressivamente.

Os novos dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, que consolida informações levantadas pelas secretarias estaduais de saúde. O número de pessoas que se recuperaram da covid-19 somou 18.124.621.

Os dados, em geral, são menores aos domingos e às segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação do sistema pelas secretarias estaduais. Já às terças-feiras, os resultados tendem a ser maiores pela regularização dos registros acumulados durante o fim de semana.

 O balanço diário do ministério também traz os dados por estado. No alto do ranking de mortes por covid-19 estão São Paulo (135.490), Rio de Janeiro (57.705), Minas Gerais (49.025), Paraná (33.908) e Rio Grande do Sul (32.763).
 Os estados com menos mortes são Acre (1.780), Roraima (1.815), Amapá (1.884), Tocantins (3.419) e Alagoas (5.671).
 Vacinação

Até o momento, segundo o Ministério da Saúde, foram distribuídas aos estados um total de 164,1 milhões de doses de imunizantes. O número corresponde aos insumos já recebidos e em trânsito para os estados. Os dados atualizados correspondem aos registros feitos até às 21h de ontem.

 Considerando as informações do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e dos levantamentos de cada secretaria estadual de saúde, foram aplicadas 125,3 milhões de doses, sendo 90,5 milhões da primeira dose e 34,7 milhões da segunda dose e dose única. Ao longo de segunda-feira (19), foram aplicadas 422.223 doses de vacina em todo o país.

Justiça: filhos de Cid Moreira pedem interdição e prisão da madrasta

Roger e Rodrigo Moreira, filhos do jornalista, alegam que o pai de 93 anos enfrenta sintomas de demência

Os filhos do apresentador Cid Moreira entraram com um processo na vara de família de Petrópolis, do Rio de Janeiro, pedindo a interdição do pai e a prisão da madrasta, Fátima Sampaio Moreira.  De acordo com informações do site UOL, o documento foi protocolado nesta terça-feira (20). Roger e Rodrigo Moreira, filhos do jornalista, alegam que o pai de 93 anos enfrenta sintomas de demência e que tem a liberdade limitada por atitudes de Fátima.

Roger Moreira afirmou ao site UOL que as postagens do pai nas redes sociais são controladas. O filho adotivo de Cid disse ainda que ele e os irmãos desejam encontrar com o genitor o mais rápido possível.

“A única coisa que posso falar agora é que a verdade vai aparecer em breve. Ele é uma vítima. Se não fossemos impedidos, nós filhos estaríamos convivendo com ele. Amamos ele e não podemos nos aproximar porque ela não deixa”, falou Roger

 Além do pedido de interdição, o processo aponta tutela de urgência. Os filhos argumentam que o apresentador não teria “mínimas condições” de administrar os próprios bens. E que Fátima Moreira mantém o marido em “cárcere privado”. O processo também diz que ela, 40 anos mais jovem, teria se casado com Cid motivada por “interesses econômicos”.
 O processo indica inúmeras acusações, entre elas de estelionato, apropriação indébita e formação de quadrilha. A ação possui a assinatura do advogado Ângelo Carbone e solicita o bloqueio imediato dos bens durante a investigação.
 Os filhos estão preocupados com o pai. Cid Moreira está passando por um momento muito difícil. Ele tem 93 anos e a impressão que dá é que ele está sendo usado. Estão tirando todo o patrimônio e eu vou buscar o Ministério Público, a justiça, a polícia, o Juizado da Família e principalmente a Delegacia do Idoso para que supram essa situação difícil.

Ângelo Carbone, advogado dos filhos de Cid Moreira, em vídeo compartilhado com o UOL

 O UOL entrou em contato com a assessoria de Cid Moreira para pedir um posicionamento, mas não obteve retorno até o momento.
Ibahia Notícias

Rede estadual inicia aulas semipresenciais na segunda (26)

Nesta segunda (26) voltam as turmas do Ensino Médio e o Ensino Fundamental retorna no dia 9 de agosto

Tribuna da Bahia, Salvador

Estudantes do 3º ano da capital retornam às aulas Na foto: Colégio Estadual Luiz Viana Filho Foto: Carol Garcia / Secom

Estudantes do 3º ano da capital retornam às aulas
Na foto: Colégio Estadual Luiz Viana Filho
Foto: Carol Garcia / Secom

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) publicou, no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (20), a portaria que estabelece orientações gerais e dispõe sobre o retorno híbrido das atividades letivas, na rede estadual de ensino. A portaria institui a segunda fase do ano letivo de forma híbrida, a partir da próxima segunda-feira (26); recomenda a observância de protocolos de biossegurança para o enfrentamento da pandemia da Covid-19; e estabelece a volta para as escolas de forma escalonada.

:: LEIA MAIS »

Maioria das internações e casos ativos por covid na Bahia é de jovens

Embora índices de óbitos venham caindo, vacina não é passaporte para exposição sem necessidade, que faz a disseminação seguir a todo vapor

Tribuna da Bahia, Salvador

Por Lily Menezes

A melhora dos indicadores do novo coronavírus em Salvador e em toda a Bahia traz otimismo, e também o lembrete de que a pandemia ainda não acabou: nos últimos dias, foi atingida a lamentável marca de 25 mil vidas perdidas para a Covid-19 em todo o Estado. Um dado continua se alterando: o perfil de quem é mais atingido e eventualmente vitimado pela doença. “No começo da pandemia, a predominância era de uma pessoa mais velha, com comorbidades. Agora, esse perfil vem se alterando”, disse a subsecretária da Sesab Tereza Paim. Ainda que os casos com comorbidades ainda sejam maioria, representando 60% dos óbitos, a mortalidade entre pessoas mais jovens anos aumentou. No intervalo entre 20 de junho e o fechamento desta edição, 34% dos 2073 falecimentos foram registrados entre pessoas com até 49 anos, de acordo com levantamento da reportagem baseado nos boletins diários divulgados pela Sesab. A pasta não tem dados relacionados à situação vacinal dos que foram a óbito, mas a subchefe pondera que muitos tomaram apenas a primeira dose.

Com a vacinação, os níveis de fatalidade para os idosos diminuíram consideravelmente; assim, os mais novos estão mais suscetíveis, devido ao ritmo mais lento da campanha. Em Salvador, as pessoas com menos de 30 anos devem levar mais algum tempo para verem a vacina no braço. “Nós gostaríamos de ter uma cobertura de imunização maior, mas no momento ainda não é possível. O jovem acaba ficando totalmente desprotegido, e como se expõe mais, acaba se contaminando”, enfatizou Paim. Segundo ela, a maior parte dos 10.126 casos ativos do novo coronavírus é formada, por pacientes abaixo dos quarenta anos, além de representarem a maior parte dos internados nas unidades do sistema público de saúde. Na visão dela, a taxa de letalidade mais reduzida para este público acaba sendo um encorajador para o relaxamento das medidas de proteção. “Como não é frequente que esses pacientes culminem em óbito, ele acaba se expondo mais”. O problema é que por mais que o jovem não vá sentir nada, pode servir como vetor do vírus e trazer a doença para as pessoas de seu convívio.

O maior dos equívocos, especialmente para quem está vacinado, é acreditar que passará ileso pela covid, e que poderá ignorar qualquer protocolo, como abandonar o uso da máscara; a principal função da vacina é a redução dos quadros graves de internação e dos óbitos provocados pela doença, de forma que as medidas sanitárias devem ser mantidas enquanto o vírus estiver circulando. “É preciso entender que mesmo com a imunização, o vírus ainda está aí, a pandemia ainda está aí. A pessoa ainda pode contrair e transmitir a doença. Nós estamos falando a mesma coisa desde o início: tem que ter a higienização e a imunização. É importante manter o esquema vacinal completo”, alertou a subsecretária da Sesab, que voltou a negar a circulação da variante Delta na Bahia. “Nenhum sequenciamento nosso tem essa variante. O negócio é testar, testar e testar. Principalmente o turista, nessa nova fase de retomada da economia”.

 

raquel barros

raquel barros

valverde

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia