WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
afrojapa

radio up

iris calcados
maio 2021
D S T Q Q S S
« abr    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

:: ‘Covid’

Pessoas de 50 anos ou mais com diabetes poderão se vacinar nesta sexta. E continua 2ª dose da Oxford/Fiocruz

Chegou a vez dos moradores de Vitória da Conquista com diabetes mellitus se vacinarem contra a Covid-19. A partir desta sexta-feira (7), os portadores da doença com 50 anos ou mais começam a ver vacinado. Também continua a imunização de idosos de 60 anos ou mais, trabalhadores da Educação de 50 a 59 anos e pessoas de 18 a 59 anos com transplante, síndrome de Down ou imunossupressão.

Para comprovação, os portadores de diabetes devem apresentar relatório médico, receita médica ou cadastro de acompanhamento da Unidade de Saúde de referência. Já os trabalhadores da Educação devem apresentar o contracheque de abril de 2021. As pessoas transplantadas, com síndrome de Down e imunossupressão, com idade entre 18 e 59 anos, devem levar o relatório médico e/ou receita médica. Todos os públicos incluídos na vacinação devem apresentar o documento pessoal com CPF.

Das 9h às 16h, a vacina estará disponível no drive-thru na Universidade Federal da Bahia (Ufba) e nos pontos fixos para pedestres: quadra da Igreja Nova Sião, Escola Municipal Professora Fidelcina Carvalho Santos, Colégio Paulo VI, Paróquia Rainha da Paz, Salão Paroquial da Santa Luzia e quadra esportiva da Fainor.

Já a 2ª dose da vacina Oxford/Fiocruz para aquelas pessoas com retorno marcado no cartão de vacina para o dia 7 de maio prossegue, no drive-thru do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO) e também nos pontos fixos de pedestres, onde estarão vacinando com a primeira dose.

Doenças crônicas – Na imunização de pessoas com doenças crônicas e condições clínicas especiais, de 18 a 59 anos, estão incluídos apenas indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente maior de 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses, e neoplasias hematológicas.

Estudo mostra que máscaras de algodão têm eficiência de 20% a 60%

Esse é tipo de proteção mais usada pela população

Bruno Bocchini, da Agência Brasi

máscara

Um estudo conduzido por pesquisadores do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) constatou que as máscaras de algodão, as mais comumente usadas pela população na prevenção da covid-19, têm eficiência de 20% a 60%. A pesquisa, divulgada no último dia 4, foi publicada na revista Aerosol Science & Technology.

 O estudo mediu a eficiência de filtração de aproximadamente 300 máscaras faciais, de diferentes  tecidos, máscaras cirúrgicas e as PFF2 – sigla para peça facial filtrante com eficiência de, pelo menos, 94% segundo classificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Para realizar o teste, os pesquisadores produziram partículas de aerossol de tamanhos variados e observaram a concentração delas no ar antes e depois da filtragem pela máscara.
 Segundo os resultados, as máscaras PFF2 apresentaram a maior eficiência para todos os tamanhos de partículas, em torno de 98%, e foram consideradas como referência para avaliação de desempenho. As máscaras cirúrgicas também tiveram ótima eficiência, de 89%.
 As máscaras de TNT (tecido não tecido) mostraram uma eficiência média de 78%, sendo considerado o melhor material para a fabricação de máscaras caseiras. Mas o material mais comumente usado nas máscaras caseiras é o algodão, que apresentou uma eficiência de filtração muito variável, entre 20% e 60%, e média de 40%, não se mostrando uma boa opção para a confecção de máscaras.
 De acordo com os pesquisadores, a pesquisa mostra que grande parte da população pode estar utilizando máscaras que não oferecem proteção significativa contra a covid-19. Segundo o estudo, o mais indicado é sempre utilizar máscara, mas preferencialmente que sejam as produzidas industrialmente com padrão PFF2, ou mesmo máscaras caseiras de TNT, desde que muito bem ajustadas ao rosto.
 Os pesquisadores ressalvam, no entanto, que qualquer tipo de máscara reduz a dispersão de gotículas e aerossóis emitidos por pessoas com covid-19, sintomáticas ou assintomáticas, e diminuem a disseminação do vírus.

Sesab emite alerta por variantes do coronavírus em 31 municípios baianos

Rodrigo Aguiar

saude

Em comunicado de alerta emitido esta semana, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) informou o registro no estado de 93 casos da variante brasileira P.1 (identificada inicialmente em Manaus) e 13 casos da B.1.1.7 (do Reino Unido) do novo coronavírus, recomendando que sejam evitadas todas as viagens “não essenciais” para os 31 municípios baianos nos quais foram detectadas as “variantes de atenção”.

:: LEIA MAIS »

Covid-19: testes que identificam anticorpos serão realizados pelo MS

Fonte: Brasil 61

O Ministério da Saúde lançou nesta quarta-feira (5) uma pesquisa para descobrir qual a prevalência da Covid-19 nos diferentes grupos sociais da população brasileira. A testagem sorológica para identificar a presença de anticorpos deve ser feita em mais de 200 mil pessoas distribuídas por 274 municípios.

Em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os principais objetivos da amostragem são: descrever as características socioeconômicas, demográficas e epidemiológicas dos participantes da pesquisa; estimar a magnitude da infecção pelo novo coronavírus nas capitais e regiões metropolitanas; e permitir cálculos mais precisos de morbidade e letalidade da doença.

Também devem ser colhidos dados sobre sintomas, contatos com casos suspeitos, realização de testes e vacinação, assim como todo o histórico de saúde dos participantes. Ainda não há previsão para a conclusão do levantamento.

(Divulgação/Feira de Santana) Sesab recomenda não visitar 31 cidades da Bahia com variantes da covid; veja

Viagens para estes locais só devem ser feitas em caráter essencial, orienta pasta

Sesab recomenda não visitar 31 cidades da Bahia com variantes da covid; veja

A Bahia tem 31 cidades que não são recomendadas viagens por causa da disseminação de variantes mais contagiosas da covid-19. O pedido é do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), órgão que faz parte da Secretária da Saúde do Estado (Sesab). Até essa segunda-feira (3), a pasta tinha identificado 31 mortes e 106 casos das variantes de Manaus e Reino Unido nesses municípios.

:: LEIA MAIS »

Bahia recebe 244 mil doses de vacina da AstraZeneca

aztra

A Bahia recebeu nesta quinta-feira, 6, 244 mil novas doses das vacina da AstraZeneca, produzida pela Fiocruz, contra a Covid-19. O novo lote de vacinas será distribuído no próximo sábado, 8, para as 30 centrais regionais da Bahia e enviadas para os municípios. O transporte das doses de Salvador para o interior do estado vai ser feito em aeronaves do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar e da Casa Militar do Governador (CMG).

De acordo com a Secretaria de Saúde (Sesab) a distribuição imediata não irá acontecer como parte de estratégia logística.

“Como ocorreu uma entrega na última segunda, os municípios ainda possuem estoque da primeira dose da AstraZeneca. No entanto, caso os municípios terminem as doses antes do envio no próximo sábado, faremos o despacho antecipado por via terrestre”, afirmou em nota.

Segundo dados do Ministério da Saúde, a Bahia já recebeu 4.662.214 doses com aplicação de 78,7%.

Ministério admite que só comprou metade das 560 mi de doses de vacina anunciadas

Ministério admite que só comprou metade das 560 mi de doses de vacina anunciadas

O Ministério da Saúde (MS) anunciou um número maior de vacinas contra a Covid-19 do que realmente foi contratado. A pasta admitiu ter divulgado um número superestimado. Tanto em peças publicitárias, quanto em discursos do próprio ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a informação divulgada era que de o país teria comprado mais de 560 milhões de doses.

O MS respondeu a um questionamento do Congresso Nacional e admitiu que o número realmente contratado é, na verdade, metade do anunciado: 280 milhões de doses. As informações são de reportagem do Estadão. Na resposta, a área técnica do ministério informou que já havia 281.023.470 doses contratadas e disse que 281.889.400 estão “em fase de negociação”.

Entre as peças publicitárias que divulgavam informação superestimada sobre vacinas está um vídeo publicado no Twitter no dia 24 de março. A duração era de 30 segundos e o vídeo informava que “já foram comprados mais de 560 milhões de doses” de vacinas. O Estadão lembra que passados alguns dias, em 31 de março, o ministro Marcelo Queiroga repetiu o número.

“O governo federal já tem contratados mais de 560 milhões de doses de vacina”, disse ele, após reunião do comitê de combate à covid, que reúne Executivo, Legislativo e Judiciário. “(Mas) é claro que não dispomos dessas doses no departamento de logística do Ministério da Saúde, até porque há uma carência de vacinas a nível internacional.”

Segundo a matéria, entre as doses que ainda estão em negociação pelo Ministério, a maior parte são doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca/Fiocruz. Segundo a pasta, são esperados 210 milhões de unidades até o fim do ano, mas até hoje não há contrato

assinado que garanta toda essa produção.

Bahia Notícias

Chegam apenas 740 doses de CoronaVac e Prefeitura vai vacinar idosos acamados e domiciliados

coronavacina

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que Vitória da Conquista recebeu apenas 740 doses da CoronaVac/Butantan nesta terça-feira (4). Por este motivo, serão priorizados para receber a 2ª dose, neste momento, apenas os idosos acamados e domiciliados que já estão há mais de 20 dias em atraso.

As demais pessoas que estão com a 2ª dose marcada e esperando devem aguardar novas reposições para que seja possível disponibilizar as doses nos pontos de vacinação. Há previsão de que um novo lote chegue no início da próxima semana.

Sobre a falta de vacina CoronaVac para a 2ª dose, o Ministério da Saúde declarou que os fabricantes não estão conseguindo entregar as vacinas conforme contrato estabelecido, sobretudo, por dificuldades na importação do IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), que é a base da produção da vacina.

Proteção mantida – A SMS esclarece que o atraso da 2ª dose não faz com que a pessoa perca o efeito protetor da vacina já tomada. Quem já foi vacinado com a 1ª dose tem a imunidade preservada, pois a dose aplicada é absorvida pelo sistema imunológico e a 2ª dose funciona como um reforço, para estimular o organismo a produzir um número ainda maior de anticorpos. Por isso, assim que possível, a pessoa deve ser vacinada com 2ª dose para completar o esquema vacinal

Logo que chegarem novos lotes da CoronaVac, a Secretaria Municipal de Saúde organizará a sua distribuição, de acordo com o público-alvo definido pela Sesab (faixa etária ou grupo prioritário), para vacinar a população conquistense o mais rapidamente possível.

Vacinação reduz pela metade morte entre idosos com mais de 80 anos

Estudo foi liderado pela Universidade Federal de Pelotas

Agência Brasil

A proporção de mortes de idosos com 80 anos ou mais caiu pela metade no Brasil após o início da vacinação contra a covid-19. Os dados fazem parte de um estudo liderado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O percentual médio de vítimas dessa faixa etária era de 25% a 30% em 2020 e passou para 13% no final de abril.  Quando teve início a imunização, em janeiro de 2021, o percentual era de 28%.

 De acordo com o Cesar Victora, epidemiologista e líder da pesquisa, outros estudos já demonstraram a associação entre a vacinação e a queda nas internações e nas mortes, por exemplo a partir dos dados da população de Israel. A novidade desta análise é que o mesmo se confirma em um cenário com predominância da variante P1. Em Israel, a imunização alcança mais de 55% da população, segundo dados da plataforma Our World in Data, da Universidade de Oxford.

:: LEIA MAIS »

Primeiro lote de vacinas da Pfizer chega à Bahia e será aplicado apenas em Salvador

Rodrigo Aguiar

pfizer

O primeiro lote de vacinas da Pfizer chegou à Bahia na tarde desta segunda-feira, 3. Foram encaminhadas ao estado 26.910 doses das 499.590 distribuídas por todo o país pelo Ministério da Saúde. Esta primeira remessa do imunizante da Pfizer é destinada apenas às capitais. Além disso, chegaram à Bahia mais 405 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fiocruz.

:: LEIA MAIS »

checkup day

mg personal

muay thai


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia